quinta-feira, janeiro 22, 2015

Vida Dura

Antes de ir à deita um desabafo. É muito complicado num país em que somos dizimados diariamente com cortes atrás de cortes em salários, em reformas e na nossa dignidade, em que o futuro foi castrado, o Estado Social dizimado e as políticas de apoio à família andam próximo de zero, ter ainda de aguentar há mais de meia hora o meu filho mais novo, de cinco anos, a torturar a cabeça dos pais num choradinho contínuo: "ó pai, eu quero uma mana".

Sem comentários:

Enviar um comentário