segunda-feira, junho 29, 2015

O Poder Do Dinheiro E Do Banqueiro

Este tipo de declarações é muito importante pois ajuda tornar claro o directório europeu da austeridade. O PS da austeridade é hoje isto. Um novo tipo de colaboracionismo rasteiro e sem o mínimo de noção de dignidade dos povos que apenas reconhece o poder do dinheiro e do banqueiro.
 

Quo Vadis Europa?

Recapitulando a matéria dada. Corralito e controlo de capitais na Grécia com alta probabilidade de saída dos gregos da zona euro e da "União Europeia". Referendo na Inglaterra sobre a saída dos ingleses da "União Europeia". Marine Le Pen e a extrema-direita francesa com elevada probabilidade de ganhar as eleições em França. Podemos e Cidadãos em Espanha em força contra a barbárie austeritária imposta pela Alemanha, pelo Eurogrupo e pelos países do centro da europa. Extrema-direita nacionalista a crescer um pouco por toda a Europa. Quo vadis Europa? A austeridade inteligente e digna deu nisto.

OXI

Para quem não sabe "OXI" quer dizer não. Os Gregos preferem a liberdade e a democracia à austeridade e à Europa da chantagem. A minha homenagem ao povo grego. Que vergonha dos políticos do arco da governação que (des) governa Portugal.
 

sábado, junho 27, 2015

Exploração de Petróleo no Algarve - O silêncio que diz tudo

A exploração de petróleo e gás natural vai chegar à nossa costa e está toda a gente a olhar para o céu e a assobiar distraidamente, como as esculturas da rotunda do aeroporto. Para isso, ninguém se preocupa com as espécies, com o meio ambiente, com a vida marinha e a proteção do ecossistema. Nada. Um silêncio ensurdecedor e, infelizmente, bastante esclarecedor. Como o cão dos Baskervilles. Nem a Dona Milú acharia isto um grande mistério. Foi criado o movimento PALP – Plataforma Algarve Livre de Petróleo, uma união de esforços de várias entidades e cidadãos. Vai haver uma marcha-corrida-kayakada contra a exploração de petróleo no dia 28 de Junho, Domingo, na Praia de Faro. A Kaikada é a partir das 14h30, a Marcha a partir das 16h00 e convidam a que se traga comidas para partilhar. Fora isso, um redondo, profundo, pesado, brutal silêncio. Nem uma única das habituais gaivotas ralhetas paira gritando sobre as nossas águas calmas. Os patos nem grasnam e os colhereiros, espécie bastante interessante na nossa Ria, com os seus bicos em forma de colher de pau, parecem ter feito “blackout” sobre o assunto. O mar está chão de tal forma, que até parece que nada vai acontecer. Muges, sargos, sarguetes, douradas, em toda uma extensão de 60km de Ria Formosa, tudo de boquinha estranhamente amarrada. Das praias com rochas e arribas, apenas um vento silencioso ulula nos buracos cavernosos, por onde já andam a passear barcos de turistas. Nem mosquitos, nem mouras encantadas, apenas o ar quente do nosso tempo claro e o nosso próprio ar ameno e mediterrânico. Vão explorar hidrocarbonetos na nossa costa. Começarão a perfurar já este ano. Não há uma única associação de pendor ambientalista que diga que isto é bom para o Algarve. Parece que está tudo de olhos postos no céu para não ver o que está a frente do nariz. O que está à frente do nariz não cheira nada bem. É enxofre. Enxofre, porque segundo a PALP, perfurações numa região sísmica não é boa ideia, se essa região for dependente do turismo, dependente de pescas, essa exploração é capaz de não ser a melhor das ideias. E não me parece que vá dar empregos a ninguém, logo isso nem serve de desculpa para nada.
 
Por Selma Nunes:

quinta-feira, junho 25, 2015

O Dom Sebastião Que Afinal Não Veio

O país está melhor. Não podemos voltar ao tempo do despesismo. Não podemos voltar ao tempo da irresponsabilidade. Não podemos pôr em causa todo o sacrifício dos portugueses que tanto custou e que deu frutos. O discurso é simples, redutor e maniqueísta mas altamente eficaz e conta com o apoio de um potente aparelho mediático e ideológico que está quase totalmente controlado. Junte-se a isto um insonso, sem sabor, sem projeto e sem garra António Costa mais um povo indiferente e macambúzio e a coligação no poder pode mesmo ganhar as eleições. Não se obriguem a vir para a rua gritar que vão ver o que é que é bom.

quarta-feira, junho 24, 2015

Olha para o que eles fazem, não para o que eles dizem! Sobre As Portagens Na Via Do Infante

Diz o povo, com apurada ironia: «Olha para o que eu digo, não olhes para o que eu faço!» Este provérbio ajusta-se, como uma luva, à postura do PS, PSD e CDS no que diz respeito às portagens na Via do Infante. No Algarve, dirigentes, autarcas e deputados do PS, PSD e CDS não poupam palavras para criticar as portagens e as suas consequências negativas para a economia regional e para os utentes. Em Lisboa, na Assembleia da República, os deputados destes três partidos votam sistematicamente contra qualquer proposta que vise eliminar as portagens. Dizem uma coisa no Algarve, fazem o oposto em Lisboa! Vem isto a propósito da votação, no dia 5 de junho, do Projeto de Resolução nº 1498/XII, do PCP, «Pela abolição das portagens na Via do Infante». Nesse dia, na Assembleia da República, os três partidos da troica interna - PS, PSD e CDS - uniram-se para chumbar a proposta do PCP, mantendo as portagens. Foi a oitava vez, desde 2011, que o Grupo Parlamentar do PCP propôs na Assembleia da República a abolição das portagens na Via do Infante. Foi a oitava vez que esta proposta foi rejeitada pelos votos conjugados do PS, PSD e CDS. Nos dias seguintes, com o intuito de esconder dos algarvios as opções assumidas em Lisboa, estes três partidos desdobraram-se em declarações, no Algarve, sobre as portagens. O PSD apareceu a defender a «reavaliação dos valores cobrados por quilómetro e ainda uma reformulação do método de cobrança na fronteira com Espanha». Então, pergunta-se: por que não fez essa reavaliação e essa reformulação nos últimos quatro anos? Dispõe, juntamente com o CDS, de uma confortável maioria absoluta que lhe teria permitido, a qualquer momento, reduzir o valor das portagens. Por que não o fez? As palavras ditas no Algarve não batem certo com os atos praticados em Lisboa! Recordemos que, em 2010, quando o anterior Governo do PS anunciou a sua decisão de introduzir portagens na Via do Infante, o PSD se insurgiu, considerando essa medida como «uma ignomínia contra o Algarve», inaceitável «sob todos os aspetos: político, económico e moral, com isenções, descontos e exceções ou sem elas». Duras palavras estas! Mas prontamente esquecidas pelo Governo PSD/CDS saído das eleições legislativas de 2011, que se apressou a introduzir portagens na Via do Infante, concluindo o processo iniciado um ano antes pelo Governo PS. O PS, por seu lado, depois de ter chumbado na Assembleia da República a proposta do PCP de abolição das portagens, veio para o Algarve lamentar o impacto negativo na economia regional e o aumento de acidentes na Estrada Nacional 125. Mas se este lamento é genuíno, por que motivo o PS se juntou sempre ao PSD e ao CDS para rejeitar as propostas de abolição das portagens na Via do Infante? Também no PS, as palavras proferidas no Algarve não têm qualquer correspondência com os atos praticados em Lisboa! As portagens na Via do Infante não são uma inevitabilidade. São uma opção do PS, PSD e CDS. Uma opção que visa proteger as fabulosas rendas auferidas pelos grupos económicos que exploram as concessões rodoviárias. O PCP opôs-se à introdução das portagens nas autoestradas SCUT, defende a sua abolição e, em paralelo, a renegociação dos contratos de concessão destas autoestradas, transferindo risco para as concessionárias e reduzindo as suas escandalosas taxas de rendibilidade. Esta é a única solução que serve o interesse nacional, pois permite diminuir os custos para o Estado com as concessões rodoviárias sem onerar os cidadãos e as micro e pequenas empresas. Com coerência, defendemos esta posição em todo o país. Não dizemos uma coisa no Algarve, para no dia seguinte fazermos o oposto em Lisboa. Respeitando os compromissos assumidos com as populações, o PCP continuará a lutar contra as portagens, convicto que, mais cedo do que tarde, esta luta dará os seus frutos e o interesse nacional prevalecerá sobre o interesse dos grandes grupos económicos que exploram as concessões rodoviárias.

*Deputado do PCP na Assembleia da República
24 de Junho de 2015 | 07:14
paulo sá*
 

É Preciso Mudar Alguma Coisa Para Que Tudo Fique Na Mesma


Sem mais comentários. A foto fala por si.

terça-feira, junho 23, 2015

O Costa Que Não Quer Abolir As Portagens Da Via Do Infante

Será que ficou claro agora com esta vinda de António Costa a Quarteira que Vítor Aleixo e o PS Algarve andaram este tempo todo a tentar manipular a Comissão de Utentes da Via do Infante? Será que ficou claro agora que Vítor Aleixo é o Macário Correia do PS?

Descubra A Diferença

João Vasconcelos da Comissão de Utentes da Via do Infante entregou uma pasta com documentação hoje em reunião em Quarteira a António Costa do partido socialista sobre as portagens na Via do Infante. Qual é a diferença para o governo de Passos Coelho? É que na Manta Rota e na Aldeia da Coelha, quando a CUVI entrega a documentação, tem a polícia à porta. Por enquanto essa é a diferença.

segunda-feira, junho 22, 2015

Mais Do Mesmo Ou de Como Enganar Papalvos

"O secretário-geral do PS reuniu, um pouco antes do encontro em Quarteira, com elementos da Comissão de Utentes da Via do Infante (CUVI), que entregaram um dossier com informação e argumentação contra as portagens na A22. À saída da reunião, João Vasconcelos, da CUVI, disse ter ficado com a promessa de António Costa de que caso seja eleito irá estudar todo o processo e documentação relacionada para perceber se é possível ou não suspender as portagens no Algarve. "Esperava mais. Ficámos um bocadinho desalentados", comentou João Vasconcelos, que considerou que o problema da A22 e da Estrada Nacional 125, tanto em termos de segurança, como em termos do impacto económico e social na região, merecem uma tomada de posição forte."
 

Aviso de Concentração Em Solidariedade Com O Governo E O Povo Grego Enviado Para A Câmara Municipal De Loulé

Ex.mo Senhor Presidente da Câmara Municipal de Loulé,
Informa-se que se vai levar a cabo uma concentração em solidariedade com o governo e o povo grego e contra as políticas de austeridade criminosas impostas indecentemente pela Troika (FMI, BCE, Comissão Europeia) e pelo Eurogrupo, comandado este por um presidente socialista. A concentração serve também de discordância e de protesto com o colaboracionismo, a submissão e a indiferença demonstrada pelos partidos do arco da (des) governação, PS/PSD/CDS, em relação à catástrofe económica e social que se abateu sobre o povo português. A concentração realizar-se-á na Quinta-Feira, dia 25 de Junho a partir das 18 horas.
Com os melhores cumprimentos

domingo, junho 21, 2015

Nome de Papa E Cérebro De Galinha

Confesso que vi as declarações de Francisco Assis e também fiquei em estado de choque. Só de pensar que pode haver gente que pode votar nesse perigoso esquerdista, radical e potencialmente perigoso terrorista de seu nome António Sampaio da Nóvoa. Francisco tem nome de Papa mas tem cérebro de galinha.
 
Aqui:

sábado, junho 20, 2015

O Partido Socialista, As Portagens Na Via Do Infante E Uma Alternância de Gente Pouco Séria

António Costa veio ao Algarve dizer aos algarvios sobre as portagens da Via do Infante que elas são para continuar. Que não pode prometer o que não quer fazer e lá vão as portagens continuar a arruinar a economia da região. Prometeu requalificar a EN 125, uma estrada que pela sua morfologia não é requalificável. Só um idiota que nunca tivesse vindo ao Algarve e que não conheça a EN 125 pode falar em requalificar uma rua urbana de trânsito caótico rodeada de casas por todos os lados. Vai mandar as casas do Ti Manel e da tia Josefa abaixo, será isso? A rua urbana 125 pode e deve ser "arranjada" o que ela nunca será é uma estrada alternativa à Via do Infante e um eixo de circulação à escala do território. Aliás, do mesmo modo que este Partido Socialista não se quer constituir como alternativa às políticas austeritárias de catástrofe levada a cabo pela direita radical no poder. Em vez de vir com a ideia de requalificar a EN 125 mais valia vir com a ideia de requalificar o Partido Socialista, ou até aboli-lo, sei lá. Alternâncias.

sexta-feira, junho 19, 2015

Bloco Central ou Arco Da (Des) Governação E Da Austeridade, Como Preferirem


Sobre O PS Moderadinho, Submisso, Colaboracionista, Responsável, Diplomata

E quatro anos de inutilidade social na oposição e de ódio à esquerda radical (aquela que ainda se dignou fazer oposição à austeridade) deu nisto. Parabéns aos moderadinhos do PS sempre coniventes com as políticas de barbárie da direita radical. Têm o que merecem. Não basta escrever alternativa socialista nas faixas de propaganda eleitoral para se constituírem de facto como alternativa. É a vida. Como diz o outro, se continuarmos a pensar como a direita acabamos a governar como a direita. Talvez nem isso.
 

É A Sobrevivência Da Democracia Na Europa Que Está Em Jogo

O problema do Eurogrupo e da Troika com a Grécia é sobretudo político. Derrotar o governo grego na Europa significa a vitória da versão ideológica TINA (There Is No Alternative). Nesse dia a Europa consagra a austeridade perpétua já plasmada no Tratado Orçamental e faz morrer a esperança de um qualquer alternativa às políticas de austeridade. O jogo central é este. E é por isso que é importante os povos da Europa saírem em massa à rua em defesa do governo Grego. É a democracia nos países da União Europeia que está em jogo. Não é pouca coisa.

quinta-feira, junho 18, 2015

Sobre o Desastre Educativo Do Crato

TVI24. A ex-Ministra da Educação Maria de Lurdes Rodrigues em debate com David Justino, Conselheiro Nacional de Educação. Maria de Lurdes Rodrigues a dar dez a zero a David Justino. Dá até pena ver David Justino a tentar defender as políticas educativas deste governo. A tentativa de separar a introdução dos exames no ensino básico com todas as consequências a isso associado para a vida das escolas, dos professores, dos pais e dos alunos, com o aumento crescente das reprovações no ensino básico até dá pena. Braga da Cruz nem sequer vale a pena ouvir.

quarta-feira, junho 17, 2015

Loulé Solidário - Concentração Em Solidariedade Com O Povo Grego - Em Defesa Da Democracia Na Europa

Quinta-Feira, dia 25 de Junho de 2015, em Loulé, vem juntar-te à concentração de solidariedade com o povo grego e em defesa da democracia na Europa. Porque a Europa da chantagem e da ameaça não se pode sobrepor à Europa da Democracia. Porque a Europa dos credores não se pode sobrepor à Europa dos povos. Aparece. Somos todos Gregos! Estamos todos gregos! Basta!
 

Os Políticos Contra Os Cidadãos

António Terramoto do blogue Olhão Livre constituído como arguido por delito de opinião (?). Uma caso a acompanhar com a maior atenção para ver se se trata efectivamente de censura, o que a acontecer, é inadmissível em democracia.

Sabiam Que Há Crianças Que Habitam Nos Alunos?

O ano lectivo chegou ao fim. Aleluia, férias para as crianças. O Pedro passou de ano e passou com bons resultados. Mas isso é o que menos conta. O sistema básico de ensino é hoje uma máquina geradora de stress e depressão para os pais, professores e alunos. A escola transformou-se numa máquina contábil de preparação de alunos para resultados finais de exames nacionais e mais grave ainda, uma máquina trituradora de divisão da sociedade em classes, penalizando fortemente os alunos de condição socioeconómica desfavorecida. Não há tempo para aprender; a matéria é dada a correr; os conteúdos curriculares estão totalmente desajustados das capacidades dos alunos; os professores são pressionados para atribuir classificações que se ajustem a uma média imaginada dos exames finais; as turmas têm mais alunos; o experimentalismo pedagógico sem sentido é a norma, faltam massivamente professores no início do ano lectivo; a competição insana pelo resultado foi introduzida desde tenra idade; os directores de escola sofrem instruções insanas do Ministério que insanamente têm que impôr aos professores e a cereja em cima do bolo no primeiro dia de férias dominava o debate educativo uma proposta doentia da CONFAP (Associações de Pais) de encolher as férias das crianças para as transformar mais tempo em "alunos". Ficámos agora a saber que os militares vão vigiar as escolas dos nossos filhos...A escola do Crato nem sequer é mau eduquês. A escola de Nuno Crato é um horror pedagógico dificilmente imaginável há alguns anos atrás (que saudades da Ana Benavente). Discute-se agora a municipalização da educação. Apetece-me dizer. Tirem-me deste filme.

terça-feira, junho 16, 2015

Um País À Beira Do Abismo



Esta imagem do Portugal de Salazar agora divulgada por Seixas da Costa ajuda a compreender a submissão, o colaboracionismo, o conformismo, a dependência e a indiferença que aí anda. Não explica tudo mas ajuda a perceber muita coisa. As enormes desigualdades sociais, a reverência e a distância face ao poder, elevados níveis de iliteracia e baixíssimos níveis educacionais, uma cidadania de baixa intensidade, uma individualização progressiva da sociedade, classes médias frágeis e à beira do abismo, desemprego e precariedade do trabalho elevadíssimos, partidos políticos que colonizaram a democracia, níveis de corrupção fora do vulgar e a cereja em cima do bolo em resultado disto, o medo da própria sombra, ajudam a explicar o resto. Portugal hoje não se recomenda.

Sobre A Exploração De Petróleo No Algarve (II)

Pergunta do Jornal Barlavento de 11 de Junho de 2015: Deve ser feita uma discussão pública sobre a exploração de petróleo no Algarve? Responde Carlos Gouveia Martins, Presidente da JSD Regional do Algarve:
- Sou favorável à discussão pública como ao estudo ecológico e ambiental que possa advir dessa exploração. A natureza da região, forte indústria pesqueira, desportos aquáticos, recursos naturais únicos, o mundialmente conhecido clima e a rica costa algarvia merecem transparência num processo destes e isso passa por uma discussão séria e pública! Se, por exemplo, as nossas praias forem destruídas por uma maré negra, o turismo português encerra.

Municipalização da Educação: Tenham Medo, Muito Medo

Querem saber como é que um autarca convence as populações das virtudes da municipalização da educação? Distribui manuais escolares do 1º ciclo de borla à população (uma boa medida que não resolve quase nenhum dos graves problemas educativos do ensino básico); organiza um debate sobre descentralização das políticas educativas (não lhe chama municipalização); convida um perito que vai defender as virtudes da municipalização; convida o senhor Secretário de Estado que nos vem explicar como é bom descentralizar as competências diversas para as autarquias; e põe uma petição de principio como principio organizador do evento. Isto é, quem não defende o potencial desastre da municipalização da educação é visto como não se adaptando às "necessidades da mudança". Ter a educação dos nossos filhos nas mãos dos caciques locais altamente impreparados para fazer face à educação dos mesmos, é um desastre. Ser professor e ver depender a sua actividade nas escolas do que é decidido pelas gentes das autarquias mais vale inscrever-se desde já nos partidos do arco da (des) governação.

segunda-feira, junho 15, 2015

Marcha-Corrida Contra A Exploração de Petróleo No Algarve Impedida De Se Realizar Pela Capitania De Faro

Caros amigos informo-vos que recebi informação da capitania de Faro que a Marcha-Corrida contra a exploração de petróleo no Algarve, Domingo, dia 28 de Junho, não recebeu autorização para se realizar e portanto, está interdita, ou seja, é proibido marchar-correr na Praia de Faro em defesa de um Algarve sustentável. Agora a questão é a seguinte. Pode o responsável da capitania impedir uma manifestação popular pacífica?

Nota: Esta foi a informação da PALP de que resultou a interdição pelo responsável pela capitania de Faro da Marcha-Corrida Contra a Exploração de Petróleo no Algarve...

Ex.mos senhores,
A Plataforma Algarve Livre de Petróleo (PALP) informa que irá levar realizar uma Marcha-Corrida- Kayacada, Domingo, dia 28 de Junho, pelas16 horas, na Praia de Faro, com o objectivo de sensibilizar a população portuguesa e em particular a população residente no Algarve para a defesa de um Algarve sustentável e livre da exploração de petróleo e gás natural na região. O percurso terá partida em frente à ponte da Praia de Faro, do lado da praia; e seguirá pela praia até à barrinha com regresso ao local de partida. Mais se informa que a Plataforma Algarve Livre de Petróleo (PALP) é um movimento social constituído por um conjunto de entidades e cidadãos individuais que luta por um Algarve Livre de Petróleo e Gás Natural e fazem parte deste movimento a Quercus, a Almargem, a Glocal Faro, O Movimento Algarve Livre de Petróleo (MALP), a Associação de Surf e Actividades Marítimas do Algarve (ASMAA), a Peace and Art Society, a New Loops, a Geota, a Sociedade Para o Estudo das Aves (SPEA), a Liga Para A Para A Protecção Da Natureza (LPN), a RIAS e a Associação Aldeia.
                                                        P’la Plataforma Algarve Livre de Petróleo

Resposta da capitania de Faro que impede a realização da Marcha-Corrida Contra A exploração de Petróleo no Algarve, Domingo, 28 de Junho. Para conhecimento dos interessados.

Exmo Senhor
Em resposta ao solicitado no vosso email infra, informa-se que:


Ao abrigo da alínea n) do nº4 do artº13º do Dec-Lei nº44/2002, de 02 de março, compete ao Capitão de Porto, conceder autorizações para a realização de eventos de natureza desportiva ou cultural em zonas balneares ou áreas de jurisdição marítima; Estando a decorrer a época balnear, tendo as praias em questão recebido o galardão “Bandeira Azul”, obriga a que sejam respeitados os direitos de fruição dos espaços consignados aos banhistas, não devendo ser permitidas actividades que perturbem a utilização prevista dos utentes que a frequentam ou coloquem em causa a sua segurança. Face ao exposto, não são autorizados eventos de natureza desportiva (ou outros) em zonas que conflituem com a utilização balnear das praias em questão, durante a época Balnear.
Com os melhores cumprimentos


sábado, junho 13, 2015

Sobre A Exploração De Petróleo No Algarve (I)

Pergunta do Jornal Barlavento de 11 de Junho de 2015: Deve ser feita uma discussão pública sobre a exploração de petróleo no Algarve? Responde Hélder Semedo - membro da JS Algarve:
- "Acho que já se discutiu tudo o que o que tínhamos para discutir sobre esta questão. A exploração deve sim avançar, dentro dos moldes que estão previstos. Recordo que as questões de segurança ambiental estão mais que asseguradas pelo projecto amplamente divulgado nos últimos meses e, por isso, não existe nenhuma razão para não se avançar."

Sobre O Mito Urbano Das Dívidas Soberanas

Ontem estive no Teatro Lethes a ouvir Viriato Soromenho Marques a falar sobre a Europa. Um dos mitos urbanos que foi desconstruído é essa história mentirosa, ideológica e propagandística que nos vendem todos os dias, das dívidas "soberanas". Ficou muito claro (para mim já era) que os bancos utilizaram (utilizam) os Estados e os contribuintes para se resgatarem endividando indecorosamente os Estados. A noite valeu também pela estrutura intelectual do Professor Viriato Soromenho Marques, verdadeira personificação da humildade dos sábios.

sexta-feira, junho 12, 2015

Do Programa Do Partido Socialista

Do Programa do Partido Socialista: "Criar um cluster de investigação e tecnologia dedicado aos campos petrolíferos e minerais" In jornal Público de 5 de Junho de 2015. Página 4.

É A Alternância, Estúpido!

O PS não chegou a perceber o que se passou no país e não chegou a perceber que para mobilizar as pessoas tinha que se constituir como alternativa. Já ninguém se mobiliza por alternâncias. Esse jogo de querer ir buscar votos à direita e à esquerda já foi chão que dão uvas. Há que escolher um lado da barricada. Chama-se alternativa.
 

quinta-feira, junho 11, 2015

Um Louco Em Cuecas À Porta Da Escola Num Mundo De Gente Sã

Eu tenho vindo a gritar (gritar de desespero) para esta atrocidade que está a ser cometida no sistema de educação básica em Portugal. Infelizmente o melhor que consegui foi ser rotulado como louco (num mundo de gente sã) e o pior de "radical" (num mundo cheio de gente "moderada"). É a sina. Vou ver se ainda arranjo forças para fazer uma petição pelo fim dos exames do 4º ano. Mais uma vez, acordai.
 
A ler aqui:

Dr. Morte, Amanhã Em Faro

A minha equipa de agentes infiltrados no aparelho governamental acaba de me informar que o Ministro da Saúde, Dr. Paulo Macedo, mais conhecido por Dr. Morte ou Ministro da Austeridade em Doses Cavalares, estará amanhã em Faro, na ARS Algarve, pelas 9 horas, para tentar conter os estragos do pedido de demissão das chefias das urgências do Centro Hospitalar do Algarve. Organizem-se.

quarta-feira, junho 10, 2015

Morreu O Luís Patrão

Morreu o Luís Patrão. Não conheço o Luís Patrão mas é um ser humano como qualquer um de nós. Suicidou-se. Enforcou-se na paragem dos autocarros em Quarteira. Era sem-abrigo. Dormia na rua. Um jornal local imediatamente associou o suicídio do Luís Patrão à austeridade brutal e doentia implementada pelo governo. Fez bem. A austeridade mata. Mas existe uma autarquia que tem que estar atenta aos problemas da cidade e uma junta de freguesia que deve prestar serviços de proximidade. Políticos como deve de ser e políticas decentes já estariam a esta hora a fazer um levantamento dos sem-abrigo do concelho e a elaborar um plano para tirar as pessoas da rua. Não vale a pena vir com o discurso do costume de uma certa visão romântica de que os sem-abrigo vivem na rua porque assim querem viver. Isso não passa da activação do mecanismo da transformação da vítima em culpado. Um só que fosse tirado da rua era uma vitória da dignidade. Um só.
 

Condecorações

Começa a ser cada vez mais claro que a melhor condecoração que um cidadão pode ter na vida é nunca ser condecorado por esta gente que nos (des) governa à vez em alternância. Livra, lagarto, lagarto, lagarto.

Um Bom Canalha

"Não contem comigo para semear o desânimo e o pessimismo quanto ao futuro do nosso país. Deixo isso aos profissionais da descrença e aos profetas do miserabilismo." Declarações de um canalha que por acaso ainda é Presidente da República de Portugal. Não senhor Presidente da República, não vale tudo.
 

10 de Junho de 2015


Hoje é dia 10 de Junho. Dia da raça segundo o senhor residente da República. Bom feriado (por enquanto).

Comigo Ninguém Ficará Para Trás, Lembram-se?

Aqui está uma notícia política e ideologicamente fabricada. É óbvio que a austeridade produz miséria e suicídios em série. Mas tudo se passa como se não existisse Junta de Freguesia de Quarteira e o respectivo Presidente e não existisse Presidente da Câmara de Loulé e o respectivo Presidente. Há quanto tempo viviam por ali os sem-abrigo Dr. Vítor Aleixo? Ninguém sabia? Ninguém tinha conhecimento? Alguém interviu? Ninguém ficará para trás. Lembra-se? Talvez ande distraído e com muito que fazer a pôr a sua assinatura nos grandes negócios privados do concelho.
 

terça-feira, junho 09, 2015

Comunicado Do Partido Comunista Português Sobre As Portagens Na Via Do Infante

"Em Lisboa, na Assembleia da República, PS, PSD e CDS votam, ano após ano, pela manutenção das portagens na Via do Infante. No Algarve, deputados, dirigentes e autarcas destes três partidos tentam enganar os algarvios, criticando as portagens e as suas dramáticas consequências para a economia regional e para os utentes. O PCP não pode deixar de denunciar esta hipocrisia política de quem no Algarve diz uma coisa e em Lisboa faz exatamente o contrário."
 

segunda-feira, junho 08, 2015

Fim

Declaro encerrada a minha participação na luta contra as portagens na Via do Infante. Estive na luta enquanto senti o mínimo de confiança de que havia gente determinada em levar a luta até ao fim. Como essa confiança se perdeu e não estou para ser objecto de manipulações partidárias. Fim.

domingo, junho 07, 2015

Ainda A Manipulação Política Da Comissão De Utentes Da Via Do Infante (CUVI)

Sobre as portagens na Via do Infante só falta agora ver o Vítor Aleixo e o João Vasconcelos da CUVI a festejarem a baixa de preços das portagens apresentada pelo Governo PSD/CDS como uma vitória dos Algarvios.

Mensagem do Deputado Paulo Sá Aos Algarvios Sobre As Portagens Na Via Do Infante

"IGNOMÍNIA CONTRA O ALGARVE" - Caros amigos do facebook, peço-vos que divulguem o mais amplamente possível o que se passou relativamente à votação da proposta do PCP para abolição das portagens. Na passada sexta-feira, dia 5 de junho, os deputados do PSD eleitos pelo Algarve (Cristovão Norte, Elsa Cordeiro, Pedro Roque e Bruno Inácio) votaram na Assembleia da República contra o Projeto de Resolução n.º 1482/XII/4.ª do PCP “Pela abolição das portagens na Via do Infante”. Logo a seguir, esses deputados do PSD vieram a público, no Algarve, defender a redução do valor das portagens. Antes das últimas eleições legislativas, o PSD/Algarve mentiu aos algarvios dizendo, numa nota de imprensa amplamente divulgada, que a introdução de portagens na Via do Infante era “uma ignomínia contra o Algarve!” e que tal medida era inaceitável “sob todos os aspectos: político, económico e moral. Com isenções, descontos e excepções ou sem elas”. Mas, logo após as eleições, esqueceram tudo o que haviam dito, introduziram portagens e votaram sempre contra a proposta do PCP de abolição dessas portagens. Agora, mais uma vez, o PSD mente aos algarvios, para lhes apanhar o voto nas próximas eleições legislativas, tentando fazer crer que querem descer o preço das portagens. Se quisessem mesmo, então por que não o fizeram nos últimos 4 anos, se tinham a maioria absoluta e podiam aprovar o que quisessem? A verdade, inquestionável, é: NOS ÚLTIMOS 4 ANOS O PCP PROPOS 8 VEZES NA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA A ABOLIÇÃO DAS PORTAGENS NA VIA DO INFANTE E 8 VEZES O PS, PSD E CDS VOTARAM CONTRA. Só há portagens porque PS, PSD e CDS querem que haja portagens.
 

sábado, junho 06, 2015

Sobre A Instrumentalização Política Da Comissão De Utentes Da Via Do Infante (CUVI)

O Dr. Vítor Aleixo está a usar oportunisticamente a CUVI para manter uma ideia de colagem às populações nas ruas enquanto o PS vai conjuntamente com o PSD/CDS devastando as nossas vidas. Espero que o João Vasconcelos acorde e descole deste oportunismo porque senão também começo a pensar que está a usar a imagem de Vítor Aleixo para retirar dividendos eleitorais. Ao fim e ao cabo a usar a CUVI para proveitos pessoais. Espero que não seja nada disso. É triste ver que quem organiza os protestos, dá a cara e assume os custos de dar a cara, seja depois oportunisticamente enganado por um policozeco de meia tijela que aparece no dia dos protestos para tirar a fotografia para a imprensa. Sei de gente que já não vai nem às reuniões da CUVI nem aparece nos protestos contra as portagens porque está farto de ser enganado pelos políticos. Já basta o que basta. Chame-lhe diplomacia municipal à vontade se isso lhe serve para ficar de bem com a sua consciência. Engana apenas e só quem faz questão e/ou está interessado, em ser enganado.
 

sexta-feira, junho 05, 2015

E Agora Dr. Vítor Aleixo?

PS, PSD e CDS votam mais uma vez a favor da manutenção das portagens na Via do Infante e contra as propostas de suspensão de portagens da Via do Infante. O Dr. Vítor Aleixo que anda junto dos activistas anti-portagens apenas não quer deixar fugir a imagem que está junto das populações na rua. Isso serve este período eleitoral no Algarve para o PS mas não serve os Algarvios. Não se pode estar com Deus e com o Diabo ao mesmo tempo. Há sempre um remédio se não se concorda com as políticas do partido. Sair do partido.

quarta-feira, junho 03, 2015

A Exploração de Petróleo e Gás Natural No Algarve: Uma Mariscada Com A Vida Dos Portugueses

 

Aqui fica para conhecimento público as áreas concessionadas pelo Estado e pelo governo português às empresas de exploração de petróleo Repsol, Partex; Petrobras, Galp, etc. Lagosta, Lagostim, Lavagante, Sapateira, Gamba, Camarão, Ameijoa, Mexilhão, Ostra, etc, etc. As empresas de exploração petroquímica vão fazer uma mariscada com a vida dos algarvios e dos portugueses e pouco ou nada se sabe sobre este negócio. Não é só o Algarve que está a saque. Portugal está a saque. É isto a economia do mar? Porque não se fala da exploração de petróleo e gás natural na costa portuguesa quando se debate a economia do mar? Divulguem o mais que puderem que estão a fazer serviço público.