segunda-feira, fevereiro 19, 2018

Outro Mundo É Possível

"A protest last Friday - by a tiny group of people - brought new meaning to that legendary saying by American anthropologist Margaret Mead: “never doubt that a small group of thoughtful committed citizens can change the world; indeed, it’s the only thing that ever has”."
 

domingo, fevereiro 18, 2018

Burro Velho, Não Tem Sensibilidade Ecológica

Quando o Jumento, um blogue que foi um dos principais sustentáculos ideológicos do Governo de José Sócrates e é um acérrimo defensor deste governo, procura ridicularizar o Movimento Algarve Livre de Petróleo (MALP) e a luta contra a exploração de petróleo no Algarve isso quer dizer que o staff de poder do Governo da Geringonça começa a ficar preocupado com as repercussões que a luta está a ter. Pelo que nos toca sabemos que burro velho não aprende línguas e que não era de esperar que um Jumento, mesmo que frequentando as melhores universidades, tivesse sensibilidade ecológica. Ver aqui no Jumento de Quinta-Feira, 15 de fevereiro de 2018.
 

sexta-feira, fevereiro 16, 2018

Não Vamos Deixar...Que Pintem O Nosso Mar De Preto

Hoje estivemos em protesto à porta da Câmara Municipal de Loulé contra a exploração de petróleo no Algarve e a exigir que o Governo Socialista cancelasse a autorização da prospecção de petróleo na Costa Vicentina. Como ninguém nos veio receber da autarquia; à indiferença, respondemos nós com a invasão colectiva da Câmara Municipal ao som de PINTAR O MAR dos OIOAI e o Vice-Presidente foi convidado a receber os representantes dos nossos grupos para ouvir as nossas preocupações. Obrigado ao Stop Petróleo Vila do Bispo a quem se deve o sucesso desta acção. Continuemos a resistir. NÃO QUEREMOS EXPLORAÇÂO DE PETRÓLEO EM CIMA DAS PRAIAS DO ALGARVE!

Em Defesa Da Região Do Algarve!

Até amanhã! Não queremos a exploração de petróleo em cima do mar do Algarve e das nossas praias! Não vamos deixar que pintem o nosso mar de preto! Tudo em modo desobediência civil se tiver que ser! Não passarão!
 
Aqui:

quarta-feira, fevereiro 14, 2018

O Governo De António Costa A Querer Destruir O Algarve Com O Petróleo

"(...) o executivo central está perante "uma multidão enorme e representantes das populações do Algarve a dizer que não querem exploração de petróleo" na região e, "inexplicavelmente, continua a insistir" nessa opção. "Não vamos aceitar isso, porque achamos que o Governo não pode fazer tudo aquilo que quer. Não é o posso, quero e mando e é a voz das populações que conta", acrescentou."
 

segunda-feira, fevereiro 05, 2018

Comunicado de Imprensa – Movimento Algarve Livre de Petróleo

Comunicado de Imprensa – Movimento Algarve Livre de Petróleo
Loulé, 03 de Fevereiro de 2018
Assunto: Protesto em Loulé Contra a Exploração de Petróleo No Algarve

O Movimento Algarve Livre de Petróleo (MALP) vem por este meio informar os senhores jornalistas que vai levar a cabo um protesto à porta da Câmara Municipal de Loulé, no dia 16 de Fevereiro, pelas 16 horas, para manifestar a sua repugnância moral pela decisão do Governo Socialista, liderado pelo Dr. António Costa, de ter autorizado a exploração de petróleo na costa litoral do Algarve e do Alentejo.
Este grupo de cidadãos considera que a autorização da prospeção e exploração de petróleo concedida às petrolíferas GALP e ENI, atribuída pelo Senhor Secretário da Energia, Jorge Seguro Sanches, está ferida de uma tripla ilegitimidade uma vez que o senhor Secretário de Estado da Energia ignorou uma recomendação aprovada recentemente na Assembleia da República no sentido de se suspender a exploração de petróleo ao largo de Aljezur; ignorou o parecer negativo emitido pelos autarcas do Algarve e do Alentejo à exploração de petróleo nos seus territórios e já tinha de forma grave ignorado anteriormente o resultado de uma consulta pública promovida pelo Estado Português onde mais de 40000 objeções de cidadãos portugueses se pronunciaram negativamente face à exploração de petróleo ao largo de Aljezur.
Assim sendo, o Movimento Algarve Livre de Petróleo faz um apelo aos partidos políticos da oposição a este governo que chamem o senhor Secretário de Estado, Jorge Seguro Sanches, para prestar declarações no âmbito da trapalhada que constituiu a recente autorização da prospecção e exploração de petróleo na costa do Algarve e do Alentejo.
O MALP reafirma de novo o pedido de demissão do Ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, uma vez que o considera incapaz de representar com competência o cargo que desempenha, como aliás ficou demonstrado, não só na sua aliança com as petrolíferas mas da sua incapacidade total em impedir a destruição do rio Tejo.
O Movimento Algarve Livre de Petróleo relembra a obrigação ética do Ministro do Ambiente em accionar o princípio da precaução no caso da intenção das petrolíferas em explorar petróleo em cima das praias do Algarve e do Alentejo e faz um apelo a todos aqueles que não aceitam ver a região do Algarve destruída pelo actual Governo que compareçam em protesto na Sexta-Feira, dia 16 de Fevereiro, junto da Câmara Municipal socialista, em Loulé
Movimento Algarve Livre de Petróleo

sábado, fevereiro 03, 2018

Petróleo No Algarve, Crime Organizado

Um Ministro do Ambiente que acha normal explorar petróleo no Algarve e que permite a total destruição do rio Tejo. Um Secretário de Estado da Energia que autoriza ilegitimamente a exploração de petróleo no Algarve. Um Primeiro-Ministro que passa entre os pingos da chuva e que é o principal aliado da ENI e da GALP invocando despudoradamente que Portugal tem que "conhecer os seus recursos". Uma Ministra do Mar que vai vender o mar a retalho nos EUA às petrolíferas. Uns apoiantes do Governo que participam de forma cúmplice na opressão do Governo às populações do Algarve. Se isto não é mais do que suficiente para pôr esta gente a andar não sei o que mais será necessário.

sexta-feira, fevereiro 02, 2018

Deputado Da Nação Responde A Cidadão, Coisa Rara Nos Dias Que Correm

Para conhecimento público: - tendo interpelado, a partir dos seus emails institucionais, disponíveis aos cidadãos, os deputados Jerónimo de Sousa do PCP, Catarina Martins do BE, Heloísa Apolónia, dos Verdes e Cristóvão Norte, do PSD sobre o que pensam fazer na sequência da autorização da exploração de petróleo no Algarve pelo Governo Socialista de António Costa, informo que os três primeiros deputados não responderam e que recebi hoje a resposta do deputado Cristóvão Norte que diz estar a preparar um conjunto de questões ao Governo e a avaliar da possibilidade de se chamar o Secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches ao Parlamento para prestar declarações. Lamentável a conduta dos três primeiros deputados. É de enaltecer a conduta deste último.

Um Presidente Aldrabão

Vítor Aleixo, Presidente da Câmara Municipal de Loulé, pede "algumas correcções " à EN 125 a um membro do Governo no dia da comemoração da cidade de Loulé. Para quem não se lembra este autarca fez campanha eleitoral a pedir a abolição das portagens da Via do Infante. Somos governados à escala local e nacional por um belo conjunto de aldrabões. Sobre a exploração de petróleo no Algarve nem uma palavra. Foi a esta gente que por exemplo a PALP entregou a sua confiança desbaratando assim um capital enorme de luta contra a opressão da população do algarve por meia dúzia de oportunistas da política.

quinta-feira, fevereiro 01, 2018

O Nojo Socialista E A Exploração De Petróleo No Algarve

"Gratos pelo apoio e divulgação das posições dos deputados eleitos pelo Algarve! #JuntospeloAlgarve #AlgarveLivredePetróleo". Este é o comentário de um alto membro do PS Algarve ao facto de eu estar a desmontar as manigâncias do PS para enganar mais uma vez os incautos dos movimentos anti-petróleo (e alterar a percepção popular) ao divulgarem hoje uma recomendação da Assembleia da República ao Governo para supensão da prospecção e exploração de petróleo no Algarve, ao largo de Aljezur, quando o Governo Socialista já autorizou a exploração dia 8 de Janeiro de 2018. Tiveram mais de 20 dias calados sem reagir e quando aparecem é para enganar novamente as pessoas. O nojo socialista acha que vale tudo em política mas pode ser que no final deste crime político que procura destruir o Algarve com a exploração de petróleo ainda se faça justiça.