sábado, julho 21, 2018

Petróleo No Algarve, Factos Relevantes

Factos importantes decorrentes da Assembleia Municipal de Loulé, de 20 de Julho, onde se discutiu a prospecção e exploração de petróleo no Algarve. 1. A moção contra a exploração de petróleo foi apresentada apenas pelo Bloco de Esquerda. Mais nenhum partido apresentou moções contra a exploração de petróleo do Algarve. 2. O senhor Presidente da Câmara Municipal de Loulé afirmou que a partir de agora (vêm aí as eleições) tem que ter mais cautela nesta luta e que não se pode chegar à frente a defender a causa uma vez que tem um Município para gerir e tem que ser um "diplomata" e não está disposto a ser arma de arremesso político contra o governo do seu partido. 3. O público foi informado que a GALP já encomendou um estudo de impacto ambiental e social à Universidade do Algarve (antes do tribunal decidir se vai haver ou não prospecção de petróleo). 4. O senhor Presidente da Câmara de Loulé informou que a GALP esteve na Câmara Municipal de Loulé a demonstrar a benignidade da prospecção e exploração de petróleo no Algarve. 5. Não é um facto mas uma interpretação do MALP: - Está tudo preparado para se avançar com o furo de petróleo no Algarve. O poder político e as elites dominantes que controlam a região não se opõem. O Governo vai fazer tudo o que puder para avançar. As petrolíferas vão investir o dinheiro que for preciso para escavacar todo o Algarve. Haja quem se oponha a isto.

A Iliteracia Do Deputado Do Bloco De Esquerda

Vígilia à porta da Assembleia Municipal de Loulé. contra a exploração de petróleo no Algarve. Sexta-Feira, 20 de Julho de 2018. Perguntámos a um deputado municipal eleito pelas listas do Partido Socialista do porquê que a moção a ser votada contra a exploração de petróleo no Algarve era apresentada apenas pelo Bloco de Esquerda e do porquê que o Partido Socialista não apresentava uma moção sua contra a exploração de petróleo no Algarve. Resposta do senhor deputado: - O Partido Socialista "ajudou" na redacção da moção do Bloco de Esquerda (confirmado lá dentro, em público, pelo senhor presidente da Assembleia Municipal). Ficámos assim esclarecidos. Provavelmente o deputado municipal do Bloco de Esquerda não sabe escrever e precisou da ajuda dos deputados do Partido Socialista que assim com toda a certeza gastaram todas as suas energias, o que os impediu de fazer uma moção própria dos socialistas contra a exploração de petróleo no Algarve. E é isto. É o que temos. Só ainda não temos a certeza é se não é aquilo que merecemos.

Petróleo No Algarve, Um Jogo De Farsantes

20 de Julho de 2018. Farsa na Assembleia Municipal de Loulé onde se discutiu a prospecção e exploração de petróleo no Algarve. Depois dos deputados municipais de todos os partidos se terem afirmado contra a prospecção e exploração de petróleo no Algarve chegou a cereja no topo do bolo. O Presidente da Câmara Municipal de Loulé tomou a palavra para dizer que não se espere muito dele nesta luta pois vais ser mais cauteloso e menos implicado na defesa da causa. Na altura em que é cada vez mais claro que o Governo do Partido Socialista está decidido a avançar com a exploração de petróleo no Algarve e numa altura decisiva da luta anti-petróleo o senhor Presidente da Câmara de Loulé tomou claramente o lado do Governo e do seu partido. É o que temos. De lamentar também que a PALP que durante anos utilizou a neutralidade política e a indepêndencia que tanto serviu os interesses do Governo Socialista tenha agora representantes seus a defender a ideia surrealista de que o governo estaria a pressionar os autarcas e os políticos locais do Partido Socialista para se silenciarem com a questão da exploração de petróleo. Uma ideia que não tem fundamento em coisa nenhuma. O PS-Algarve é muito óbvio que é um acérrimo defensor da exploração de petróleo no Algarve, à semelhança e em consonância com os interesses do Governo, senão o seu líder máximo, Luís Graça, nunca teria proposto uma comissão técnica de acompanhamento ao furo de petróleo de Aljezur. É hoje muito claro que o furo de petróleo de Aljezur ganha força de evidência nos meandros da política e está para se concretizar em breve. É muito claro também que os movimentos anti-petróleo foram abandonados pelo poder político. E que o MALP está novamente isolado na interpretação que faz da situação da luta anti-petróleo no Algarve. Preocupante.

quinta-feira, julho 19, 2018

Anedotário Internacional

"Este movimento de cidadãos lamenta ainda que Portugal já faça parte do anedotário internacional das políticas do ambiente ao continuar a ter um Ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, que é defensor da exploração de petróleo no Algarve e que se recusa a demitir das suas funções”."
 

segunda-feira, julho 16, 2018

Dinheiro Sujo De Petróleo

«Há valores mais importantes para a sociedade do que os interesses económicos das multinacionais. Os vossos lucros não justificam a destruição do nosso planeta»

sábado, julho 14, 2018

PAFistas E Geringonços Na Vida Quotidiana

Fim de semana de cama. Depois de uma reunião pela manhã na escola do meu filho ida a correr para o Centro de Saúde de Loulé. Muito bem atendido pelas enfermeiras com muito cuidado e muita competência. Médico a fazer o que lhe compete. A taxa moderadora faz um tipo perder a vontade de ficar doente. Se os PAFistas quase arruinaram o Serviço Nacional de Saúde os Geringonços estão a dar cabo do resto. Não admira que o sector privado da saúde esteja em alta e não admira a felicidade do Presidente do Eurogrupo no cumprimento das políticas défice zero em Portugal. Só mais uma coisa. Suspeito que o facto de ter ido à cama tem que ver com a enorme carga de trabalho individual acumulada resultante do desivestimento nas políticas públicas do Ensino Superior e da Ciência. Há aqui um padrão. Em todos os finais de semestre vou à cama. Não há milagres. Alguém paga as favas. E continuam a ser os mesmos de sempre.

A Falência Do Sistema Político

O que impressiona por estes dias em que o furo de petróleo de Aljezur está aí à porta é o silêncio. O silêncio dos políticos de todos os partidos, deputados da nação, autarcas, AMAL, esquerdas e direitas. Venderam o Algarve às petrolíferas e já naturalizaram a ideia de que vai ter que ser assim. Por estes dias o que dá uma certa aflição é ver os grupos e movimentos anti-petróleo no Algarve abandonados à sua própria sorte em protestos e manifestações consecutivas como se tratasse de um camião de grande porte que enterrrou as rodas na areia e não sai do mesmo sítio. O Algarve petroquímico está aí à porta. Sem ninguém que nos represente e sem ninguém que nos defenda.

sexta-feira, julho 13, 2018

Ciática, O Nome Nome Para A Bebedeira

Ciática disse o Costa e no tempo em que tanto se fala de "pós-verdade" para dar um novo nome à mentira nós só temos que acreditar. O problema não me parece ser tanto a bebedeira se é disso que se trata. O problema é a facilidade com que esta gente mente em público e em situações institucionais. Costa parece ter sido não só novamente hábil como esperto. Chico-esperto. O resto não interessa nada.
 

quinta-feira, julho 12, 2018

Portugal Défice Zero

As políticas défice zero da geringonça são isto. Uma brutal austeridade que não se sente diretamente no bolso dos portugueses mas que arruina o Estado Social. Na saúde, na educação pública, na ciência...O Portugal amordaçado já só serve ao Partido Socialista, aos seus apaniguados e aos subservientes a quem está a ser entregue a fatia do bolo. Um país assim não tem futuro.
 

segunda-feira, julho 09, 2018

Petróleo No Algarve, É Preciso Fazer Alguma Coisa Para Ficar Tudo Na Mesma

Dia 20 de Julho vai haver uma Assembleia Municipal extraordinária em Loulé sobre o assunto da prospecção e exploração de petróleo no Algarve. O Movimento Algarve Livre de Petróleo (MALP) foi convidado por um deputado municipal a estar presente no debate mas recusou. Estaremos do lado de fora em vigília contra a exploração de petróleo no Algarve e em defesa de um Algarve com um futuro sustentável. Entendemos que a posição do MALP é pública e conhecida e que nada acrescentariamos ao que lá se possa passar. Atacados vezes sem conta pelos militantes do Partido Socialista e os seus apoiantes, denegridos, humilhados, ridicularizados, pelo simples facto de não abdicarmos das nossas convicções, a nossa presença mais não faria do que legitimar a inacção dos políticos locais, dos autarcas e dos deputados eleitos pelo Algarve que para além de palavras bonitas e discursos inócuos mais não têm feito do que consentir a opção do Governo de avançar para a exploração de petróleo no Algarve e o furo de petróleo de Aljezur. O passo em nosso entender a ser dado é muito claro. Do ponto de vista judicial os autarcas impugnarem a decisão da APA de autorizar o furo de petróleo de Aljezur sem Avaliação de Impacto Ambiental pondo fim a este massacre às populações. Do ponto de vista político uma posição determinada junto do Governo do Dr. Costa para parar de imediato o furo de petróleo de Aljezur e a exploração de petróleo no Algarve. Em nossa entender nada disto foi feito e os autarcas do Algarve têm posto os interesses do seu partido e das suas carreiras pessoais e políticas à frente dos interesses da região. Dia 20 de Julho estamos lá, em vigília, à porta da Assembleia Municipal de Loulé.