segunda-feira, dezembro 05, 2016

A Geringonça E A Violência Escolar No Agrupamento De Escolas Padre João Cabanita

O telemóvel toca. Informam-me que o meu filho mais velho foi agredido. Parece que o jogaram ao chão, apertaram-lhe o pescoço até sufocar e o pontapearam na barriga. Antes jogaram-lhe um martelo à cabeça que por sorte só lhe acertou nas costas. Não, não se pense estou a falar do faroeste. Estou a falar do Agrupamento de Escolas Padre João Cabanita. Parece que tudo isto foi porque o Pedro estava a ocupar um território periférico na escola onde seria suposto não estar. Já depois do telefonema vi um comunicado do PSD Loulé a denunciar a falta de funcionários nas escolas de Loulé e o abandono dos alunos à sua própria sorte em determinadas zonas dos espaços escolares. Parece que o Dr. Vítor Aleixo tem orelhas moucas e considera a violência escolar um não problema. Da gestão escolar fica-se com a sensação que a violência está "naturalizada". Só este ano é a segunda vez que agridem o meu filho Pedro. Da primeira vez foi agredido por uma funcionária (?). Amanhã vou à escola. Vou querer saber se as regras são mesmo as do faroeste. Se assim for nada mais me resta do que me adaptar às regras da selva escolar. Não é assim que se defende a escola pública.

domingo, dezembro 04, 2016

A Total Desorientação Do Bloco De Esquerda

O Bloco de Esquerda que apoia o governo que está a deixar morrer o Sistema Público de Saúde em Portugal e que aprovou o Orçamento de Estado que legitima o desinvestimento público neste sistema, apela agora a manifestações de rua contra o governo que apoia e que está a destruir o Estado Social, em nome do pagamento cego de uma dívida que a maior parte dos portugueses não contraiu e que não para de aumentar. Perceberam? Não? Se quiserem eu repito. Desculpem lá uma certa arrogância mas tem que ser mesmo assim. Tem nome. Chama-se crítica política.
 

sábado, dezembro 03, 2016

Paulo Macedo, O Crime Recompensa

Recapitulando: - Alguém assaltou a Caixa Geral de Depósitos para que ela esteja em situação de falência. Os partidos da direita radical e da geringonça das esquerdas silenciam o apuramento de responsabilidades e do roubo. Os contribuintes são chamados a um resgate no valor de mais de 5 000 milhões de euros. O governo PS vai buscar um dos ex-Ministros mais austeritários do governo de Passos Coelho (que arruinou o SNS) e oferece-lhe um salário indecoroso. Muito acima das possibilidades do nível de vida de um qualquer português. E o pessoal político faz de conta que nada se passa. Não há já adjectivação para o estado a que isto chegou.
 

sexta-feira, dezembro 02, 2016

As Esquerdas Da Vergonha

De como a geringonça deixa apodrecer o Sistema de Saúde Público sem um pingo de indignação e acção. Inadmíssivel. Com o Partido Socialista (o Ministro da Saúde está em estado de negação) o PCP e o Bloco de Esquerda a assobiarem para o lado e o mercado da saúde privada a esfregar as mãos de contente. Umas esquerdas da vergonha. É isto.
 

quinta-feira, dezembro 01, 2016

A Tirania Europeia E O Fim Da Democracia

Governados à distância por um banco alemão não eleito democraticamente. Não, não me apanham nas urnas de voto tão cedo. Recuso-me a ser um súbito de uma qualquer instituição financeira quaisquer que ela seja. Se o lema é que se lixe a democracia então a minha resposta como cidadão é a de que se lixe a urna de voto.
 

O Mundo Ao Contrário

O mundo ao contrário. Agora é a geringonça que salva bancos e banqueiros (com o dinheiro de quem só tem a sua força de trabalho para vender no mercado) e destrói os serviços públicos de saúde e o CDS que passa a partido revolucionário. Entretanto, para lá da luta partidária, para as populações locais, vinte dias em Dezembro sem ambulância do INEM, na capital de distrito do Algarve, é inaceitável.
 

Uma Mão Cheia De Nada

Segundo percebi alguns movimentos sociais anti-petróleo e gás no Algarve reuniram com a AMAL esta semana e trouxeram de lá uma mão cheia de nada. Promessas leva-as o vento. O que a gente quer é o cancelamento dos contratos de exploração de petróleo e gás no Algarve. O resto são enganos, eleições à porta e tentativas insistentes de captura e de controlo dos diversos movimentos sociais. Alguns estão bem capturados, outros nem tanto. Do que está à espera Dr. António Costa?

quarta-feira, novembro 30, 2016

Pós-Verdade

A demagogia e o populismo do Bloco de Esquerda e do deputado João Vasconcelos atingiram o ponto máximo no calor da luta partidária (esta gente não quer saber da vida das pessoas para nada). Depois do Bloco de Esquerda não ter votado a favor do Projecto de Resolução do PAN para abolir o Decreto-lei 109/94 que regula a actividade petrolífera em Portugal, o senhor deputado João Vasconcelos afirma no Parlamento que é preciso fazer uma luta "intransigente" pela revogação do decreto-lei 109/94 (que o mesmo Bloco de Esquerda se absteve de revogar uns dias antes) e para agora (esta semana) emitir o Bloco de Esquerda um comunicado de imprensa onde acusa o PAN de desmobilizar a população para a luta anti-petróleo com a proposta do projecto de resolução da revogação do decreto de lei 109/94 (o mesmo decreto-lei que o senhor deputado diz que o Bloco de Esquerda irá fazer uma luta "intransigente" para abolir) e que afinal o senhor deputado e o Bloco de Esquerda dizem que é "propaganda" se for o PAN pedir a sua revogação. Eu sei que é confuso mas façam lá um esforço para perceber o que estou a querer transmitir para verem com que género de gente que estamos a lidar. Vejam o vídeo em baixo e leiam o comunicado de imprensa do Bloco de Esquerda do post também em baixo. Populistas, são os outros.
 

A Política De Nojo Do Bloco De Esquerda

Um nojo de comunicado do Bloco de Esquerda. Para além de não se perceber o que quer dizer "A exploração energética deve reger-se por critérios de sustentabilidade ambiental" o Bloco de Esquerda que apoia o governo que não quer cancelar os contratos de exploração de Petróleo ainda tem a lata de atacar o PAN (Partido dos Animais e da Natureza). A política partidária caiu no nojo total. Os terroristas políticos de esquerda estão a revelar-se tão demagogos e populistas como os de direita. Estão a caminhar para pouca diferença. Os contratos de exploração de petróleo no Algarve, esses continuam. Vergonha desta gente. Muita.
 

terça-feira, novembro 29, 2016

A Geringonça Em Apuros

A Geringonça a tremer. Isto da preferência em salvar bancos com o dinheiro de quem não é titular dos meios de produção e só tem a sua força de trabalho para vender no mercado tem que se lhe diga.