terça-feira, novembro 13, 2018

O Triunfo Da Geringonça E A Destruição Do Estado Social

É isto o sucesso da Geringonça na versão de Costa, da Catarina e do Jerónimo. A naturalização da destruição do Estado Social em forma de indiferença. A gente já nem reage à miséria instalada. Vivas às políticas défice zero e ao cumprimento do Tratado Orçamental.
 

sábado, novembro 10, 2018

De Novo, As Fernandas Câncio Da Luta Anti-Petróleo

Dizem que nos bastidores da luta anti-petróleo há quem queira fazer uma petição a pedir a demissão do Ministro do Ambiente e da Ministra do Mar e há quem desesperadamente tente impedir essa petição de avançar. De novo as Fernandas Câncios da luta anti-petróleo a fazer tudo por tudo para que a geringonça não seja penalizada nas próximas eleições legislativas. Entretando, sem um pingo de vergonha o Governo, a Ministra do Mar e o trabalhador da GALP Ruben Eiras mantém o recurso em tribunal para suspender a suspensão do furo de petróleo de Aljezur. Vamos ver se a pressão para o imobilismo social por parte das geringoncetes é mais forte do que as convições que têm feito a luta anti-petróleo progredir no bom sentido.

sexta-feira, novembro 02, 2018

De Tancos A Aljezur, Um Furo Na Democracia

Ponto da situação sobre a prospecção e exploração de petróleo no Algarve: 1. O Presidente da GALP, Carlos Gomes da Silva, arguido no caso GALPGATE em que a GALP andou a pagar viagens ao Euro 2016 a membros do Governo de António Costa, deputados da oposição e autarcas, anunciou a desistência da GALP do furo de petróleo de Aljezur. 2. A este anúncio o Ministério do Mar que recorreu da decisão do Tribunal Administrativo e Fiscal de Loulé de suspender o furo de petróleo de Aljezur respondeu com o mais absoluto silêncio estando a Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino e Ruben Eiras, o trabalhador da GALP, agora Director-Geral das Políticas do Mar, (sem um pingo de vergonha) a deixar correr em tribunal um recurso posto pelo Governo em defesa das petrolíferas como se as petrolíferas não tivessem já anunciado a desistência do furo de petróleo de Aljezur. 3. Estamos assim numa situação cómica em que o Governo via Ministério do Mar continua a recorrer em tribunal em defesa do furo de petróleo na Costa Vicentina quando as multinacionais do petróleo anunciaram na imprensa que abandonaram o projecto. Este Governo já tinha caído no ridículo com a trapalhada manipulatória do caso de Tancos. É mais que evidente que começa a cair de podre no ridículo com o caso do furo de petróleo de Aljezur. E se o tribunal decide favoravelmente ao Governo e às petrolíferas? A GALP e a ENI vão desistir da desistência? O que está à espera a senhora Ministra do Mar?

segunda-feira, outubro 29, 2018

Por Um Algarve Livre De Petróleo

"A Galp desistiu da prospeção de petróleo na Costa Vicentina no mar ao largo de Aljezur, no Algarve. A decisão foi comunicada esta segunda-feira pelo presidente da petrolífera durante a conferência telefónica com analistas, e noticiada pelo Jornal de Negócios. “Tomámos a decisão de abandonar a exploração", afirmou Carlos Gomes da Silva de acordo com aquele meio."
 

sábado, outubro 27, 2018

Petróleo No Algarve, Eles Andam Por Aí

Ponto da situação sobre a prospecção e exploração de petróleo em Aljezur: - O furo de petróleo está suspenso por ordem do Tribunal Administrativo e Fiscal de Loulé na sequência de uma accão da Plataforma Algarve Livre de Petróleo (PALP). - O prazo para a prospecção e exploração de petróleo termina em Janeiro de 2019. Se o governo de Costa quiser (tudo indica o contrário) acaba com a intenção de escavacar a costa litoral do Algarve com a exploração de petróleo. - Por estes dias, quando se aproximam as eleições legislativas, com excepção da PALP e pouco mais, reina o silêncio sobre a intenção do governo de explorar petróleo na Costa Vicentina. Os Camargos e quejandos do Bloco de Esquerda não querem atrapalhar a ambição da líder do Bloco de Esquerda de ser rainha por um dia. - Mudou o nome do Ministério do Ambiente para Ministério do Ambiente e da Transição Energética (uma possível operação de cosmética) e o novo Secretário de Estado da Energia é o socrático João Galamba. O silêncio do Ministro João Matos Fernandes e do próprio João Galamba que de energia e transição energética só deve saber acender o interruptor da luz lá de casa é desde já um mau indício. João Matos Fernandes sempre defendeu a exploração de petróleo ao largo de Aljezur e do economista João Galamba não se lhe conhece uma única referência da defesa ambiental. - Entretanto, Ruben Eiras, vindo da GALP, diretamente para Director-Geral das Políticas do Mar continua a sua caminhada no Ministério do Mar, o Ministério que recorreu umas horas a seguir da decisão do tribunal de Loulé de suspender o furo de petróleo de Aljezur. No que a contas com a justiça diz respeito continua a decorrer em Tribunal o caso Galpgate em que o Presidente da GALP e um outro importante administrador são arguidos no caso em que a Galp pagou viagens a ex-governantes do governo de António Costa, deputados da oposição e autarcas. - Uma última nota em forma de aviso à navegação. Não se pense que a GALP e a ENI desistiram de escavacar a costa do Algarve à procura de petróleo. O discurso de que se há petróleo é importante fazer a pesquisa para saber o que há continua a fazer o seu caminho nas elites políticas e intelectuais da região. E é um discurso convicto que tem muita força. É preciso não adormecer em cima do caminho já percorrido. Eles andam por aí e não desistiram da ideia.

sexta-feira, outubro 26, 2018

A Ruína Do Estado Social

Centro de Saúde de Loulé. Depois de três horas de espera em resultado de um problema que se vem agravando há já alguns dias, desisti. Antes de mim outras pessoas desistiram da consulta e foram-se embora. Por momentos ainda me passou o pensamento egoísta de que se metade dos utentes desistissem de ser atendidos e fossem embora poderia ser que ainda fosse consultado sem ser pela madrugada a dentro. Este país não é para velhos, para novos, para magros e nem sequer para gordos. Já nem me dou ao trabalho de pedir o livro de reclamações. Perdi a esperança de viver num país que oferece o mínimo de dignidade às pessoas. Exceptuando os banqueiros, os políticos e os ladrões resta a miséria da existência social. O serviço de saúde público está em ruínas e à míngua.

terça-feira, outubro 23, 2018

À Espera De Godot Galamba

Continuam em silêncio o Ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Matos Fernandes e o novel Secretário de Estado da Energia, João Galamba, sobre o furo de petróleo ao largo de Aljezur. O Ministro do Ambiente nós já sabemos que quer fazer a transição energética a explorar petróleo no Algarve. Falta saber o que pensa e quer fazer o socrático Galamba sobre o assunto. Estamos à espera de uma tomada de posição.

sexta-feira, outubro 19, 2018

Tudo Em Família

A intensidade da endogamia no governo liderado por António Costa atingiu limites inéditos na história da "democracia" portuguesa. O "tudo em família" é aquilo que reina por estes dias. A oligarquia portuguesa rebenta com qualquer noção de democracia, meritocracia, igualdade de oportunidades e decência na vida pública. Entre familiares e amigos o governo da geringonça vai fazendo o seu caminho. Já não se trata só da partidarização da vida pública. É muito mais que isso.
 

segunda-feira, outubro 15, 2018

Ministro Do Ambiente, Do Petróleo E Da Transição Energética

O Ministro do Ambiente (João Matos Fernandes) que defende o furo de petróleo ao largo de Aljezur é agora Ministro do Ambiente e da Transição Energética. Só falta agora o governo da Geringonça criar o Ministério da Pós-Verdade e das Piadas Humorísticas. O Secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches, que prolongou o prazo de prospecção e exploração de petróleo na Costa Vicentina em Janeiro de 2018 foi para o olho da rua. Em seu lugar para Secretário de Estado da Energia entrou um dos mais poderosos boys de Sócrates, João Galamba. Vamos ver o que isto quer dizer. Entretanto, a Ministra do Mar Ana Paula Vitorino continua a fazer as suas negociatas em conjunto com Ruben Eiras da GALP e o senhor Primeiro-Ministro António Costa parece não ver problema algum em que um trabalhador da GALP seja Director-Geral das Políticas do Mar precisamente no Ministério do Mar, aquele que recorre da decisão do Tribunal Administrativo e Fiscal de Loulé de suspender o furo de petróleo de Aljezur e portanto, em defesa da GALP. Podemos todos fazer de conta que a coisa não existe e boa parte do jornalismo do sistema fechar os olhos e fazer de conta que a coisa não existe. O problema é que a coisa existe e cheira mal que tresanda.

domingo, outubro 14, 2018

Uma Quadrilha Que Deve Ser Toda Apeada

Com a reformulação do governo, António Costa deixou claro quais são as suas vacas sagradas, dando o peito às balas por cada ministro que decidiu manter. Parece-me evidente que uma reformulação que tem nome de furacão não devia ter poupado a ministra do petróleo, da Galp e da máfia portuária. Ao não meter um ponto final no #ClusterDeNegocios de Ana Paula Vitorino, Costa passou a fazer parte do consórcio, sendo que cada um dos escândalos já consumados e cada um dos que se avizinham lhe devem ser imputados sem dó nem piedade. Se isto já foi um governo, agora não sobram dúvidas de que não passa de uma quadrilha que deve ser toda apeada.
 
Lido no facebook de Renato Teixeira.