segunda-feira, janeiro 19, 2015

A Austeridade Mata, Dr. Paulo Macedo

Quando as populações saíram para a rua com faixas e cartazes a dizer que a austeridade mata, estes trastes que nos governam deveriam ter imediatamente percebido que os cortes brutais no SNS, o fecho de centros de saúde e hospitais por todo o país, a degradação fabricada politicamente dos serviços, só poderia terminar no assassinato político que estamos a assistir. Num país decente, frequentado politicamente por gente decente, esse mangas de alpaca contabilista, com o nome de Paulo Macedo, já se tinha demitido. Infelizmente a indecência adquire contornos de normalidade e o que se lixem os mortos já faz letra de lei. A culpa do caos e das mortes nas urgência é provavelmente da gripe.
 
Ver mais aqui:

Sem comentários: