domingo, abril 28, 2013

1 de Junho - Loulé Sai à Rua


Dia 1 de Junho. Em casa. Na rua. No bairro. Na avenida. Na cidade. No país. Um pouco por todo o mundo. Diz não às políticas de austeridade!

quinta-feira, abril 25, 2013

1º de Maio, Aldeia Da Coelha, Caracolada BPN - Acorda Cavaco, Pela Demissão Do Governo PSD/CDS!

Porque a austeridade imposta pelo Governo PSD/CDS e pela Troika com a conivência do Senhor Presidente da República Aníbal Cavaco Silva lá ultrapassou todos os limites. Porque o povo português não aguenta mais austeridade. Porque o saque à nação levado a cabo pelo Governo e pela Troika acabou com a democracia. Porque este governo ilegítimo já não nos representa. Voltamos de novo à porta da casa de Cavaco Silva no Algarve, na célebre Aldeia da Coelha (aldeia BPN) exigir a demissão do Governo de Passos Coelho, Paulo Portas e Vítor Gaspar e aconselhar o Senhor Presidente Reformado a ir mais cedo para casa. Porque queremos a democracia de volta apelamos a todos e todas que se juntem neste dia à porta do Cavaco para uma caracolada BPN. Traz a panela, os caracóis, as faixas, os cartazes e as cervejas. Junta-te pela demissão deste Governo!
 
Adere ao evento no facebook aqui:

A Esquerda Cobarde Está A Perder A Guerra De Classes

Cavaco Silva é o comandante da guerra de classes que está a ser levada a cabo. E a esquerda está a perder a guerra porque a esquerda é cobarde na guerra que está a ser travada. A esquerda anda a brincar à democracia eleitoral quando ela já acabou. A direita conservadora que nos destrói todos os dias agradece. Fica uma sugestão aos partidos da esquerda. Juntem-se e saiam em massa da Assembleia da República. Deixem lá sozinhos os deputados do PSD/CDS. Cavaco que resolva o problema.

25 de Abril em Faro - Obviamente Demitam-se!


Em Faro, a cantar o Grândola Vila Morena, junto dos Sindicatos e dos Movimentos Sociais da cidade.

terça-feira, abril 23, 2013

Dia Mundial do Livro


No Dia Mundial do Livro cá vai o último que comprei. Baratinho que já não dá para mais. Quando um professor já não tem dinheiro para comprar livros o ensino morreu. Cá fica a sugestão.
 

Escrito em 23 de Fevereiro de 2012 - Por João Martins

A Tripla Falácia da Ditadura Financeira da Troika
 
Pelos menos três grandes falácias estão subjacentes às orientações do Plano da Troika para a Grécia e um pouco por toda a Europa.

1. A falácia essencialista consiste em atribuir uma espécie de "essência" imutável negativa ao "povo" grego. Esta falácia quer fazer-nos crer que os Gregos seriam "laxistas", "corruptos" e por definição "incompetentes" para tomarem conta do seu próprio destino. Bastaria retirar o véu da ignorância histórica para perceber que a Grécia é o berço da democracia ocidental e onde nasceu o suporte filosófico do desenvolvimento das ciências modernas, essenciais estas, ao desenvolvimento histórico da modernidade ocidental. O que diriam Platão e Aristóteles hoje do discurso da senhora Merkel sobre o povo grego?

2. A falácia austeritária consiste em crer que impôr uma austeridade titânica sobre um determinado povo levará um dia, não se sabe bem quando, ao desenvolvimento económico e social desse povo. Cortar, empobrecer, destruir o Estado Social, desempregar, substituir as "velhas tradições" anti-modernas centrada num passado "decadente" por novas disposições "modernistas" alicerçadas num futuro "radiante" é o caminho para uma certa "regeneração" do "anacronismo" da sociedade actual. A crença nos amanhãs que cantam neoliberais dizem-nos que é preciso destruir de alto a baixo "o que está" para poder advir daí um "Homem Novo" um dia mais tarde.

3. A falácia implementacionista consiste em crer que o Plano da Troika é a receita miraculosa para salvar a sociedade. Ao "bom" plano da Troika, qual deus ex-machina imaculado, é necessário ter disponível um "bom" povo apto para seguir, qual rolo compressor, de forma "passiva", todas as orientações prescritas para a salvação nacional. Que a sociedade seja constituida de pessoas altas, baixas, pobres, ricos, letrados, iletrados, corruptos, honestos, empreendedores, fascistas, democratas, poetas ou profetas, é coisa que não interessa aos senhores da Troika. O plano é "bom". Ponto final. E as pessoas uns meros receptáculos passivos das "boas" ideias da alta burguesia financeira ignorante e fascista. Um drama

segunda-feira, abril 22, 2013

Mudar de Povo

O boato é a mais poderosa das armas nos meios pequenos como Loulé. Os salazarinhos do PSD depois de terem espalhado pela cidade que eu estaria louco, depois de me terem tentado criminalizar, depois de me terem difamado, depois de me terem ameaçado e à minha família mudaram agora de táctica. Parece que corre o boato de que estaria a ser pago para protestar contra o Governo PSD/CDS. Pelo menos duas espécies de pessoas já me atiraram isso à cara. Cada vez mais reforço a minha hipótese. Neste país à beira mar plantado não basta mudar de Governo. Era preciso mudar de povo.

25 de Abril em Loulé - Obviamente Demitam-se!

Ex.mo Senhor Presidente da Câmara Municipal de Loulé
Dr. Seruca Emídio

Assunto: Acção de protesto contra as políticas de austeridade levadas a cabo pelo Governo PSD/CDS a mando da Troika e celebração dos valores de Abril

Data da informação: 22/04/2013

Informa-se que se vai levar a cabo uma acção de protesto contra as polí
ticas de destruição da vida dos portugueses pelo Governo PSD/CDS a mando da Troika e em simultâneo celebrar-se-à os valores da democracia instaurados em 25 de Abril de 1974 e agora violentamente atacados pela direita conservadora no poder. O protesto será no dia 24 de Abril de 2013, em frente à Câmara Municipal de Loulé, às 21 horas. Eu, João Martins, portador do Bilhete de Identidade nº, contribuinte nº 20104 faço comunicar a sua excelência esta intervenção no espaço público.

Com os melhores cumprimentos

domingo, abril 21, 2013

A Iliteracia Política Do Zé Povinho

O povo "português" é um estranho povo. O Ministro das Finanças alemão deu ordens expressas (as sugestões de Schäuble são ordens) para que os bancos nos países do Sul vão directamente às poupanças das pessoas nos próximos resgates, que em Portugal está aí à porta. Em Portugal ainda ninguém deu por isso. Só quem como eu anda por aí perdido a protestar sozinho nas ruas e é brutalmente atacado pelo Zé Povinho é que pode ter uma ideia do que é a iliteracia política de uma parte da população portuguesa. Assustador. "Eles", os canalhas que nos destroem sabem disso.
 
Aqui:
 

Big Brother is watching you

Vem aí o BIG Brother da TVI. Não é o do 1984 de Orwell. Instrumento perfeito de alienação do Zé Povinho e "ajustadíssimo" às novas medidas de austeridade. Como reagirão os mercados e as agências de rating?

sexta-feira, abril 19, 2013

Na Minha Faculdade Resiste-se!



Sim, o Ensino Universitário de nada serve se não despertar a consciência cidadã. Face à destruição total do nosso futuro individual e colectivo resistir é um imperativo de manutenção da nossa dignidade. De que serve conhecer de fio a pavio Hegel, Marx, Kant, Adam Smith, Von Hayek, Milton Friedman, Durkheim, Weber ou Bourdieu se os tiranos matam o que resta da dignidade humana. Resistir. Em todo o lugar a toda a hora. Esse é o caminho do resgate das nossas vidas.

quinta-feira, abril 18, 2013

É isto o Portugal da Troika e do Governo PSD/CDS: Os ladrões estão lá dentro, a polícia está cá fora


Soltaram o Gaspar

O ministro Vítor Gaspar pertence a uma categoria curiosa de criaturas, que qualquer ministério ou grande empresa deve guardar, cuidadosamente, num gabinete de estudos. Consegue ignorar o mundo ao ponto de criar modelos imaginários extremos, que tendem para delírios conceptuais, desprovidos de quaisquer laços materiais ou emocionais com a realidade objectiva.

Num gabinete de estudos, uma pessoa como Gaspar ajuda a estabelecer limites, a afastar hipóteses, a calibrar escalas. Serve como os canários nas minas, para avisar da proximidade de gases tóxicos. Ou, como os daltónicos, que os britânicos usavam na RAF para bombardear alvos, devido à conformidade da sua visão com o preto e branco das fotografias da espionagem aérea. Qualquer tese será provavelmente mais válida na proporção directa do afastamento em relação aos delírios de Gaspar. Como todos os produtos perigosos, Gaspar será útil, desde que usado com contenção, em doses não letais.

O grande problema é que, com este governo, Gaspar saiu da zona de segurança e ameaça transformar Portugal num campo de teste para armas de destruição maciça. Restaurar o sistema imunitário que protege o país dos desvarios de Gaspar é uma urgência. Com Gaspar à solta, o país arrisca-se a ser sacrificado no altar da explosão da Zona Euro. Essa explosão vem a caminho. Mas é fundamental que o “ground zero” não se chame Portugal.

Viriato Soromenho-Marques


quarta-feira, abril 17, 2013

A Entregar Amanhã No Expediente Da Câmara Municipal de Loulé

Ex.mo Senhor Presidente da Câmara Municipal de Loulé,
Dr. Seruca Emídio

Assunto: Acção de protesto contra as políticas de austeridade levadas a cabo pelo Governo PSD/CDS a mando da Troika que destroem a vida e a dignidade dos portugueses.

Data da informação: 17/04/2013

Informa-se que se vai levar a cabo uma acção de protesto contra as políticas de de
struição da vida dos portugueses pelo Governo PSD/CDS a mando da Troika, no dia 19 de Abril de 2013, em frente à Câmara Municipal de Loulé, às 18 horas. O protesto pretende também repudiar a conivência do PSD-Loulé, do Senhor Presidente da Câmara Municipal de Loulé e da sua equipa de vereadores com estas políticas. O seu silêncio face à destruição da vida dos louletanos e dos trabalhadores autárquicos é revelador do lado em que escolheram posicionar-se. Eu, Pedro Passos Coelho, portador do Bilhete de Identidade nº 007, contribuinte nº (roubado por todos os lados) faço comunicar a sua excelência esta intervenção no espaço público.

Com os melhores cumprimentos
Vítor Salazar Gaspar

terça-feira, abril 16, 2013

Os Câmara Boys

A integração de "boys" partidários nos quadros de pessoal das câmaras e empresas municipais é regra e, com a aproximação da data das eleições autárquicas, adivinha-se um despautério de admissões e nomeações em catadupa.

Esta situação é particularmente expressiva no que diz respeito aos dirigentes que, nas juventudes partidárias, organizam as campanhas eleitorais e arregimentam votos. Uma vez instalados nos seus "tachos", continuam por norma a trabalhar ao serviço dos partidos, mas remunerados à custa dos municípios. Ao longo dos últimos anos, este fenómeno agravou-se de tal forma que algumas empresas municipais mais parecem sedes partidárias dissimuladas.

Contudo, é nos municípios mais pequenos, alguns com apenas quatro ou cinco mil eleitores, que este problema se torna ainda mais grave e dramático no plano social. Nesses municípios, a obtenção de um qualquer emprego, ou a promoção numa função, depende quase exclusivamente do presidente de câmara local. Isto porque o maior empregador no concelho é a câmara; o segundo maior é, por regra, a misericórdia local ou alguma instituição de solidariedade, que atua em conúbio com o poder autárquico. Segue-se-lhes a administração central descentralizada, de forte dependência política, ou eventualmente uma empresa de média dimensão… amiga da câmara. Com esta estrutura de emprego, só o presidente de câmara e os caciques que dele dependem conseguem atribuir empregos que, em regra, beneficiam afilhados e familiares do presidente, os militantes do partido e os apaniguados das redes clientelares. Claro que a sua seleção raramente resulta do seu currículo ou das suas competências.

Estas práticas reiteradas, nomeadamente nos pequenos concelhos do interior, consolidam, na maioria do território nacional, a ideia de que o estudo, a formação e o esforço de nada adiantam. Fazem vingar a tese de que a qualidade do desempenho é irrelevante para ocupar um qualquer cargo. A qualidade não constitui critério de escolha de colaboradores, ou de progressão nas carreiras. A estrutura de recursos humanos está invertida. O profissionalismo foi dizimado pelo clientelismo.

segunda-feira, abril 15, 2013

A Poesia Está Na Rua Dr. Passos Coelho!


Em Loulé, O Povo É Quem Mais Ordena!


Afinal sempre vai haver 24 de Abril à porta da CML. Consegui adiar os meus compromissos inadiáveis. 25 de Abril Sempre, Fascismo Nunca mais. Haja quem comemore Abril em Loulé. Tragam faixas, velas, cartazes e panelas. Sobretudo tragam a vossa presença. Neste dia das 21h às 23h haverá também uma exposição de fotografia intitulada "Em Loulé, O Povo É Quem Mais Ordena".

Para Memória Futura

Fui hoje, logo pela manhã cantar o Grândola Vila Morena e exigir a demissão do governo PSD/CDS à porta da Câmara Municipal de Loulé. Alguém, muito próximo do senhor Presidente Doutor Seruca Emídio sugeriu que com os meus protestos estaria sujeito a levar uma carga de porrada. Peço encarecidamente aos meus familiares e amigos que se me acontecer alguma coisa apresentem imediatamente queixa na polícia judiciária para avançar para procedimento investigatório. É o mínimo que peço aqueles que têm alguma estima pela minha pessoa.

Governo Faz Corte de 7,8 Mil Milhões

Não, não é o corte de 4000 milhões. São os quase 8000 milhões de que falava o vidente Marques Mendes. Caros amigos e amigas, não se revoltem que não é preciso. Os partidos da "oposição" continuem a brincar às eleições (uma vergonha). A maior parte do povo português, com raras excepções, que continue a dormir. Amanhã de manhã estou à porta da CML a cantar a Grândola Vila Morena. É o que me resta neste país triste à beira mar plantado. Sozinho, como sempre. Vou fazer juz ao boato que se espalhou por Loulé, estou doido.

Erro De Percepção

Pelo que tenho falado com as pessoas por aí 99% dos portugueses ainda não percebeu a embrulhada em que estamos metidos. Mesmo uma grande parte dos que saíram à rua em massa não viu ainda a dimensão da catástrofe. Dos partidos políticos, da esquerda à direita, com raras excepções, nem vale a pena falar.

domingo, abril 14, 2013

24 de Abril, em Faro


Cancelado o evento em Loulé a 24 de Abril porque não há povo para o organizar sugere-se a participação de um evento em Faro para celebrar Abril e exigir a demissão do governo. Por motivos pessoais eu estarei em Lisboa e aproveito a coincidência para ir ao cerco ao parlamento. Em Faro, recomenda-se.

Cancelado evento de 24 de Abril em Loulé

Evento cancelado. Por motivos pessoais não vou poder comparecer neste dia. Como ainda não descobri maneira do milagre da desmultiplicação em dois, não há quem organize o evento. Sendo assim, resta-me agradecer a todos aqueles que mostraram interesse em comparecer. Obrigado.
25 de Abril em Loulé - Obviamente demitam-se; fica adiado para o ano que vem por falta de comparência do povo.

sábado, abril 13, 2013

Entre A Indignação E A Indiferença

Hoje saí de casa e li na primeira página do jornal Público que o Governo PSD/CDS ia avançar com mais austeridade em cima de um país já esfrangalhado e ia começar pelos desempregados e pelos doentes. Pensei com os meus botões, ora aqui está uma grande medida. Se eu fosse governante e quiser promover o desenvolvimento económico e social do país era por aqui que eu começava. Cortar nos desempregados deve querer dizer cortar nas orelhas dos desempregados pois que mais de metade deles já não recebe subsídio de desemprego. Cortar nos doentes deve querer dizer matá-los e mandar os corpos para a porta da praça em Loulé para os vender ao desbarato e assim pagar a dívida aos credores. Aqui por Loulé vou falando destas coisas na rua com as pessoas. O que é espantoso é que grande parte do zé povinho nem sequer se indigna.

Fascismo


Esta tarde fui de novo para a porta da Câmara Municipal de Loulé exigir a demissão do Governo PSD/CDS. Apareceu de novo um funcionário da Câmara Municipal de Loulé do serviços de Vigilância e Protecção Civil da CML (fardado e com o carro da CML) a dizer que eu não poderia estar ali. Mandei-o chamar a GNR que veriamos o que fazer. Disse-lhe que é pago com o dinheiro dos meus impostos para prestar um serviço público à Câmara Municipal de Loulé e que não é funcionário do PSD-Loulé. Quem lhe dá estas ordens não sabe o que é a democracia. Isto é fascismo. Não arredei pé. Para me calarem a voz terão que me matar.

12 de Abril à porta da Câmara Municipal de Loulé, Demissão Do Governo Já!


Em Loulé, em Santarém e no Porto exigiu-se ontem, dia 12 de Abril, a demissão do Governo PSD/CDS. Basta de tanta destruição das nossas vidas!

sexta-feira, abril 12, 2013

Pela Demissão Do Governo PSD/CDS Já!

Hoje às 18h, em frente às Câmaras Municipais de Loulé, Santarém e Porto. Vem exigir a demissão imediata do Governo PSD/CDS!

quinta-feira, abril 11, 2013

Escrito em 4 de Maio de 2011 - Por João Martins

FMI É Bom, Bancarrota É Óptimo

Já conhecemos o plano que a Troika elaborou para a governação do país. Um dia antes das medidas serem anunciadas publicamente José Sócrates e o governo Social
ista prendaram-nos com um dos mais hilariantes números circences da (ainda?) democracia portuguesa. O primeiro ministro discursou à nação a partir do que não estava no plano do "acordo" (com aspas) com a troika esquecendo por completo o que foi "acordado" (com aspas) com a dita cuja. O primeiro ministro que diabolizou o FMI, que jurou a pés juntos que nunca governaria com o FMI tornou o "acordo" (com aspas) na quase sétima maravilha do mundo. Subentende-se no discurso do primeiro ministro que o "acordo" (com aspas) foi uma coisa boa para o país. Nunca como hoje a novilingua Orwelliana foi levada tão longe por um governo em Portugal. FMI é bom, bancarrota é óptimo.

O plano real foi conhecido hoje (não o plano imaginário das mentiras do primeiro ministro e do governo socialista). Aumentos astronómicos no IVA de produtos de primeira necessidade e outros. Aumentos no IRS. Diminuição de deduções com a saúde, a educação e noutras conquistas sociais. Cortes nos subsídios de desemprego (medida sempre asquerosa para um governo socialista). Cortes nos apoios sociais. Aumento no IMI. Despedimentos massivos na função pública (que ainda ontem o primeiro ministro afirmava à boca cheia que não aconteceria). Encolhimento das autarquias e juntas de freguesia (uma das principais conquistas de Abril). Aumento nas taxas moderadoras da saúde e cortes brutais nas verbas para a saúde e educação. Privatização indecorosa dos melhores recursos públicos a preços de saldo e por fim, no meio de tantas outras medidas de brutal regressão social, a cereja em cima do bolo, doze mil milhões de euros literalmente sacados aos contribuintes para injectar na banca para tapar os "buracos" gerados por banqueiros corruptos na vandalização literal dos recursos da república portuguesa (já se tinha percebido porque obrigaram os banqueiros a democracia a ceder à troika FMI/BCE/UE). Perante este vendaval de regressão económica e social é inacreditável que uma parte da indigente opinião publicada nacional encare o "acordo" como "positivo".

Uma das conclusões fortes que podemos tirar deste "plano de resgate" é que estamos perante uma das mais poderosas ofensivas dos ideólogos neoliberais. A doutrina de choque do capitalismo de desastre é assumida pelos próprios feitores de mais desastre como provocando, desde já, este ano, uma recessão de dois por cento na economia nacional e mais dois por cento no ano que se há-de seguir. Um plano que aprofunda a recessão e que leva numa lógica circular viciosa a mais recessão é encarado por parte da iluminária nacional como "inevitável" e "necessário". O problema é que a realidade é sempre mais forte e complexa do que as ideias de boa parte das elites que nos desgovernam. Vai vir o PEC VI, depois virá o PEC VII, depois haverá a renegociação da divída em cima da mesa (um diabo para os credores) e poderá vir o dia em que estaremos em risco (já estamos) de ter que declarar publicamente a bancarrota. Se não for à maneira Islandesa não vejo maneira de dar a volta a isto. FMI é bom, bancarrota é óptimo. Ganhou a novilíngua orwelliana. E a democracia
?

Sobre O Efeito Dominó

A Irlanda não é a Grécia. A Grécia não é nenhum dos outros todos. Portugal não é a Grécia. Espanha não é Portugal. Itália não é a Espanha. A Bélgica não é a Itália. O Chipre não pode ser comparado com ninguém na UE. A Eslovénia não é o Chipre. E por enquanto ficamos por aqui. Espero que em breve possamos dizer: O BCE não é o FMI.

quarta-feira, abril 10, 2013

Cantarei Até Que A Voz Me Doa

Hoje fui cantar de novo o Grândola Vila Morena à porta da CML e exigir a demissão do Governo PSD/CDS. De manhã o protesto correu bem. À tarde também, com a excepção do facto segurança à porta da CML me ameaçar com a chamada da GNR. O que eu gostava de saber é se a constituição e a democracia já estão suspensas a um ponto em que já não se pode cantar o Zeca.

Vítor Salazar Gaspar


Loulé, 10 de Abril de 2013 - Porta da Câmara Municipal de Loulé - As decisões de Vítor Salazar Gaspar já produziram efeitos na CML.

Agradeço Muito Aos Partidos Políticos da Oposição Em Loulé De Nada Fazerem Para Defender A Democracia E Os Cidadãos

Novamente um funcionário da Câmara Municipal de Loulé (fardado e com carro da CML) a arrancar os cartazes de protesto contra o Governo PSD/CDS. A mando do PSD-Loulé os funcionários dos serviços de Vigilância e Protecção Civil da Câmara Municipal de Loulé recebem ordens das chefias para arrancar os cartazes. Nada mais me resta do que cantar-lhes o Grândola Vila Morena. Quando os funcionários da CML pagos com o dinheiro dos nossos impostos estão ao serviço do PSD batemos no fundo da democracia. O cartaz dizia: "Fechado Para obras - Vítor Salazar Gaspar". Querem-nos calar mas não vão conseguir.

segunda-feira, abril 08, 2013

PASOK OU NÃO PASOK? Eis A Questão

O problema de Passos Coelho e do governo PSD/CDS chama-se PASOK. Há uma parte influente no PS que sabe que se der a mão ao Coelho gera a sua própria extinção a curto prazo. Para quem não sabe o partido socialista Grego que apoiou a Troika quase que se evaporou. Esse é o grande problema do Coelho e do residente Cavaco.

Jogo Perigoso

O residente* Cavaco (não confundir com Presidente) não demitiu o Governo de Sócrates quando devia, não demitiu o Governo Passos Coelho agora que deve e resignou-se a fazer (sempre) a mera gestão do seu bom nome na História. Acossado Passos pelo povo e pela exigência de demissão por um lado e pela burguesia fascista e conservadora da Troika do outro, aflito, foi perturbar o descanso do Senhor residente. O senhor residente apelou como sempre ao "consenso nacional" até numa situação em que o único consenso é entre Passos e ele próprio Cavaco. Agora a Troika quer meter o PS ao barulho para legitimar o caminho do desastre. Mário Soares, o velho rato da Nação já disse a Cavaco que vá ouvir o povo de Boliqueime que eles lá lhe dizem o que lhes vai na alma. A Troika, entretanto aumenta o tom da chantagem ao país e à democracia portuguesa. O povo prepara-se de novo para mostrar quem mais ordena. O jogo está em aberto, é de alta tensão e o euro está por um fio. Acautelem os vossos depósitos.
 
* Residente Cavaco é uma expressão de Carlos Albino, o Homem que pôs a senha da revolução portuguesa no ar.

Este Fim de Semana Regressam As Acampadas À Porta da Câmara de Loulé



Basta de destruição das nossas vidas. Só saio de lá quando o Governo PSD/CDS se demitir.

domingo, abril 07, 2013

Resposta do povo à declaração de guerra de Passos Coelho



Resposta do povo à declaração de guerra de Passos Coelho feita hoje na comunicação ao país.

Fim Da Linha

Passos Coelho morreu quando foi perturbar o sono profundo de Cavaco. Ao obrigá-lo a sair da toca matou os dois. Demora pouco.

sábado, abril 06, 2013

Faixa da CGTP em Loulé roubada por funcionários da Câmara de Loulé.


Para quem não sabe venho aqui denunciar que dois funcionários da Câmara Municipal de Loulé aparentemente ao serviço do PSD-Loulé roubaram a faixa da CGTP esta semana que divulgava a Marcha Contra o Empobrecimento hoje em Loulé. Os elementos da CGTP tiveram que chamar a polícia para que fosse devolvida a faixa. Já aqui tinha avisado das perseguições pessoais e políticas que esta gente do PSD-Loulé me faz mas isto assim ultrapassou todos os limites. Os partidos da oposição em Loulé (Bloco de Esquerda e Partido Socialista) têm a obrigação de confrontar o doutor Seruca Emídio com esta questão na Assembleia Municipal de Loulé. É a democracia local o que está em causa.


Hoje em Loulé, Na Marcha Contra O Empobrecimento Organizada Pela CGTP


Dom Quixote, Vais Governar Contra Ventos e Marés E Já Não Tens O Sancho Pança, Só Te Sobra A Dulcineia

O Governo agiu fora da lei o ano passado, ao apresentar um Orçamento com várias inconstitucionalidades. Repetiu este ano a dose, tentando fazer passar as medidas que em 2012 tinham sido consideradas ilegais. Um Governo que não respeita a lei fundamental do país uma vez é grave; reincindir no crime, com as mesmas medidas, vai além de qualquer perdão. Só lhe resta uma saída: a demissão. Simples.
 

sexta-feira, abril 05, 2013

Bater Punho

Se Pedro Passos Coelho em vez de andar a ler a biografia de Salazar andasse a ler, sei lá, Alexis de Tocqueville e a Democracia na América, isto provavelmente não tinha acontecido. Assim, nada mais nos resta do que irmos todos bater punho.

Hasta La Vista Coelho

O TC confirmou que não é crime chamar ladrões a esta gente do governo PSD/CDS

Devolvam o dinheiro que roubaram aos portugueses e obviamente demitam-se. Que quem venha exija um perdão de dívida. Hipotecar o património dos ladrões do BPN é outra solução. Facilmente se vai buscar mil e quinhentos milhões de euros.

quinta-feira, abril 04, 2013

Última Hora

A conferência de imprensa de Miguel Relvas a anunciar a sua demissão valeu-lhe o reconhecimento de competências em Comunicação e Relações Públicas. Nuno Crato interrogado sobre o assunto não confirma nem desmente e recorda que sempre defendeu o rigor na educação e na escola pública. Questionado pelos jornalistas respondeu. As ciências exactas são exactas. Heisenberg não é chamado para aqui.

Ó Relvas Vai Estudar!



Grândola Vila Morena Terra da Fraternidade O Povo É Quem Mais Ordena Dentro De Ti Ó Cidade.
 
E vais ficar sem licenciatura. Agora só falta fazer cair o Governo PSD/CDS antes que este destrua de alto a baixo o país.

quarta-feira, abril 03, 2013

25 de Abril em Loulé - Obviamente Demitam-se!


25 Abril em Loulé – Obviamente Demitam-se!

Dia 24 de Abril, em Loulé, continua a resistência às políticas de austeridade impostas pelo Governo PSD/CDS e pela Troika. Em defesa da liberdade e da democracia, será levada a cabo uma vigília e assembleia popular em frente à Câmara Municipal de Loulé, das 21 horas às 24 horas, com o objectivo de exigir a demissão do Governo de Pedro Passos Coelho e a convocação de eleições antecipadas. Porque sabemos que as políticas de austeridade destroem as nossas vidas. Porque recusamos ser escravos da tirania da dívida. Porque situamos a nossa luta no movimento internacional de resistência contra a Troika e contra os credores que sugam o que resta dos rendimentos do nosso trabalho, nos mandam em massa para o desemprego e nos condenam à maior miséria, resistimos. Resistimos, e não abandonaremos as ruas enquanto não resgatarmos a nossa dignidade e vivermos de novo em democracia fora da ocupação Alemã e da Troika da Europa. Dia 24 à noite, vamos resistir a ouvir as músicas de Abril. Junta-te a nós. Vem com a tua presença dizer basta!

terça-feira, abril 02, 2013

Resistir


Tenho vindo a apelar nos mais diversos sítios ao direito de resistência, de desobediência civil e de rebeldia mais do que legitimados pelas políticas destrutivas das nossas vidas levadas a cabo pelo Governo PSD/CDS e pela TROIKA. Resistir é isto que está a fazer o Alcides. Que cada um de nós lhe siga o exemplo.

Sobre a Estrátégia Para O Turismo No Algarve

O Dr. Vítor Neto, actual presidente do NERA está neste momento no canal 1 da RTP a debitar palpites sobre a estratégia nacional para o turismo. Eu tenho uma pergunta para o Dr. Vítor Neto e agradeço a quem lha puder levar. Como pensa o senhor doutor defender essa estratégia coerente para o Turismo no Algarve com a exploração de petróleo a 8 KM da costa do Algarve? É possível atrair turismo de qualidade com o mar do Algarve contaminado pelos resíduos petroquímicos permanentemente a serem derramados para as nossas águas e as nossas praias? A pergunta é pois muito prática e muito simples. Agradece-se resposta.

segunda-feira, abril 01, 2013

A Política Devia Interessar-se Por Aquilo Que Conta Não É?


Há por aí algum candidato às autarquias que ponha o debate da transformação do Algarve numa região petroquímica em cima da mesa ou vão todos fazer de conta que o problema não existe como de costume e assobiar para o lado?

1 de Abril



1 de Abril, dia das mentiras. Aqui fica o depoimento do aldrabão que comanda os destinos da Nação.