sexta-feira, outubro 28, 2016

O Activismo Ambiental, Um Activismo Despolitizado

Ontem foi dia de votação na Assembleia da República sobre a exploração de Petróleo no Algarve. O PAN apresentou uma proposta de suspensão do Decreto-Lei nº 109/94 que regulamenta as actividades de prospecção e exploração de petróleo em Portugal que foi chumbada na Assembleia da República com a abstenção do Bloco de Esquerda e votos contra do PS, PSD, CDS e PCP. Autocarros cheios de activistas foram de Loulé e Lagos com viagens pagas pelos autarcas do partido no poder, o Partido Socialista, para verem no dia seguinte, os deputados do Partido Socialista votarem contra a luta dos activistas anti-petróleo que viajaram para Lisboa no autocarro. A reacção das gentes do movimentos sociais ao desprezo que os políticos têm demonstrado pelas suas gentes anda entre a indiferença, a conivência e o analfabetismo político que despolitiza. Às vezes dá vontade de desistir. Fazer as malas e partir. Em Portugal as coisas são sempre assim, muito difíceis. Não se consegue mudar o poder político que nos esmaga nem se pode mudar o povo macambúzio habituado a ser serviçal do poder. Resta o que resta. Viver um dia de cada vez. Talvez não seja mau de todo. Mas cansa. Não é vida. E o país não faz futuro assim.

Sem comentários:

Enviar um comentário