domingo, outubro 30, 2016

Não Há Código De Ética Governamental Que Resista

Esta semana foi fértil em acontecimentos para o governo da geringonça. A descoberta de um adjunto do Primeiro-Ministro António Costa que falsifica licenciaturas. Um chefe de gabinete do Ministro da Educação que falsifica licenciaturas a dobrar e que concilia a chefia do gabinete do Ministro da Educação com um negócio de empresariado futebolístico em Colónia na Alemanha (o futebol sempre metido na marosca, dantes foi a GALP de Rocha Andrade e outros e os jogos do Europeu). Um administrador da Caixa Geral de Depósitos com um salário obsceno num banco público acabadinho de ser resgatado pelo dinheiro dos contribuintes (fala-se em 5 mil milhões de euros do erário público) que não quer apresentar a sua declaração de rendimentos como um qualquer comum dos mortais. As esquerdas da geringonça submetidas ao Tratado Orçamental e a Bruxelas a engolir sapos atrás de sapos até à ruína total. A sorte desta triste gente é que o povo deu cabo de Passos Celho (os que se dignaram a lutar por um Portugal mais justo) nas ruas. Não fosse isso e a geringonça não durava meia dúzia de dias. O tempo novo é mesmo isto?

Sem comentários:

Enviar um comentário