sábado, setembro 24, 2016

Quando O MALP Incomoda Muita Gente

QUANDO O MALP INCOMODA MUITA GENTE
Há uma imprecisão neste artigo que não pode passar em branco. Não há nenhuma estrutura que tenha saído dos movimentos sociais para criar as suas próprias. Ela já anteriormente existia e foi a primeira a ser criada. O Movimento Algarve Livre de Petróleo (MALP) já existia muito antes da criação da Plataforma Algarve Livre de Petróleo e saiu apenas e exclusivamente deste conjunto de entidades por razões políticas em discordância à época com a orientação política da PALP na condução da luta anti-petróleo e gás. Dever-se-ia saber do que se escreve antes de confundir mais as pessoas. E radicais só conheço a posição dos partidos que querem destruir o Algarve com a exploração de petróleo (PS, PSD, CDS e PCP). O que o MALP defende é o cancelamento imediato dos contratos de exploração de petróleo e gás pelo governo Socialista de António Costa. Se isto é ser radical, vou ali e venho já. Se não for a luta dos movimentos sociais e se esperarmos pelos políticos e autarcas estamos feitos. Podemos esperar sentados. Digo eu que para retirar os autarcas do silêncio tive que ir acampar para a porta da Câmara Municipal de Loulé.
 

Sem comentários:

Enviar um comentário