sexta-feira, dezembro 23, 2016

Os Adiotas

Levanto a hipótese de que 2017 será o ano da aceleração intensa do processo de desintegração Europeia. Com a Itália a ferro e fogo com o resgate à banca Italiana a ser paga pelos contribuintes e sem um Primeiro-Ministro legitimado democraticamente. Eleições em França com a probabilidade alta de vitória da extrema direita xenófoba de Marine Le Pen e a conflitualidade social a crescer na Alemanha, isto tem tudo para implodir. Andaram a construir uma tecnocracia anti-democrática nas costas dos povos e ao serviço dos banqueiros. Agora aguentem-se. Por cá, prevalece a adiotia do costume. Quando tudo desmoronar a gente logo vê o que é que faz. Por agora, é a vez da geringonça ir ao pote.
 

Sem comentários: