quinta-feira, maio 05, 2016

Resposta Do MALP A João Camargo Do Bloco De Esquerda, Parece Que Andaram Todos Na Mesma Escola

Resposta a João Camargo do Bloco de Esquerda que sugere que o MALP diz "disparates" quando aqui sugerimos que o Bloco de Esquerda em vez se se centrar na crítica à governação do passado (com a qual concordamos) tem que agir junto do actual governo socialista e do Primeiro-Ministro António Costa para suspender imediatamente os negócios de prospecção e exploração de petróleo e gás natural no mar e nas terras do Algarve. Transformar a crítica política em acusações de "disparates" não passa de falta de ética na política caro João Camargo. E a isso infelizmente já estamos mais que habituados.
"Não são disparates caro João Camargo. O Bloco de Esquerda suporta o governo de António Costa. Tem o dever e a obrigação de exigir, desde já, junto do senhor Primeiro-Ministro a anulação de todos estes contratos que como sabe melhor que eu vão destruir toda a região. Disparate é o Bloco de Esquerda suportar um Governo que nos quer fazer tanto mal traindo claramente a luta de mais de quatro anos contra a austeridade Não acha? Ou vamos passar a vida a fazer oposição a quem já não governa e não toma decisões? E não, não basta ser o deputado João Vasconcelos a fazê-lo. Queremos ouvir a exigência da anulação dos contratos de exploração de petróleo e GÁS NATURAL em terra e em MAR da boca da líder do Bloco de Esquerda Catarina Martins junto de António Costa. Ou ainda não perceberam o quanto isto é importante para as nossas vidas?"

Sem comentários: