sexta-feira, maio 30, 2014

Luta Fraticida

Mais uma nota sobre a luta fraticida que está a ocorrer no  interior do PS. É obvio que não é uma luta por uma mudança de políticas mas apenas e só uma luta do poder pelo poder. Uma nova ida ao pote, agora pintada com uma tonalidade cor de rosa. Se o aparelho do PS ganhar esta luta e segurar seguro, o PS passará talvez por uma das mais duras crises da sua história. Se ganhar António Costa não é certo que esta mossa interna traga grandes dividendos. O problema é o de sempre, a bruxa má vai-se ver ao espelho e não vai encontrar mais ninguém tão bela como ela. Entretanto, o Banco de Portugal diz que é fundamental que Portugal continue com o "ajustamento" e sobre isto o PS nem sequer  quer ouvir falar quanto mais discutir o que quer que seja que conte na vida dos portugueses. Temo que seja muito mau para os portugueses a chegada de António Costa ao poder. Tudo o que Portugal menos precisava agora era de uma nova ilusão coletiva que endrominasse o povo Português. Temo muito que seja mesmo isso aquilo que vai acontecer. Não precisamos de uma austeridade fofinha ou disfarçada quanto baste. É preciso criar uma dinâmica política de rejeição e de saída das políticas de austeridade. Não me parece que essa capacidade de inscrição venha das hostes socialistas. 

Sem comentários: