quarta-feira, março 21, 2018

O Cartão Do Partido

Quando os boys do partido invadem a gestão de unidades complexas a precisar da excelência na gestão organizacional, dá nisto. Nem reclamam os recursos necessários à boa gestão da coisa pública nem fazem coisa nenhuma. Limitam-se a ocultar as ineficiências com a linguagem de boi tecnocrática para inglês ver, pondo em risco a vida de adultos e crianças. Num contexto em que Passos Coelho é Professor Catedrático e o ex-presidiário José Sócrates dá conferências nas melhores Universidades portuguesas, o cartão do partido como critério de acesso (quase único) às mais sérias posições profissionais só podia dar como resultado a catástrofe.
 

Sem comentários:

Enviar um comentário