quinta-feira, junho 25, 2015

O Dom Sebastião Que Afinal Não Veio

O país está melhor. Não podemos voltar ao tempo do despesismo. Não podemos voltar ao tempo da irresponsabilidade. Não podemos pôr em causa todo o sacrifício dos portugueses que tanto custou e que deu frutos. O discurso é simples, redutor e maniqueísta mas altamente eficaz e conta com o apoio de um potente aparelho mediático e ideológico que está quase totalmente controlado. Junte-se a isto um insonso, sem sabor, sem projeto e sem garra António Costa mais um povo indiferente e macambúzio e a coligação no poder pode mesmo ganhar as eleições. Não se obriguem a vir para a rua gritar que vão ver o que é que é bom.

Sem comentários: