sábado, abril 13, 2013

Fascismo


Esta tarde fui de novo para a porta da Câmara Municipal de Loulé exigir a demissão do Governo PSD/CDS. Apareceu de novo um funcionário da Câmara Municipal de Loulé do serviços de Vigilância e Protecção Civil da CML (fardado e com o carro da CML) a dizer que eu não poderia estar ali. Mandei-o chamar a GNR que veriamos o que fazer. Disse-lhe que é pago com o dinheiro dos meus impostos para prestar um serviço público à Câmara Municipal de Loulé e que não é funcionário do PSD-Loulé. Quem lhe dá estas ordens não sabe o que é a democracia. Isto é fascismo. Não arredei pé. Para me calarem a voz terão que me matar.

Sem comentários: