terça-feira, outubro 13, 2015

Um Governo Mais À Esquerda: Uma Necessidade Histórica Num Caminho Cheio de Minas E Armadilhas

Algumas notas pessoais sobre o governo das "esquerdas". Primeiro considero-o uma necessidade histórica uma vez que esta direita ultraconservadora e reacionária com mais do que meros tiques anti-democráticos tem que ser varrida do mapa na sequência do mal que fez a Portugal e a grande parte dos portugueses. Segundo, considero que o PS só procura estas alianças à esquerda porque o seu líder, António Costa, joga na conquista do poder governativo a sua sobrevivência política uma vez que foi o grande derrotado das eleições legislativas. O risco de cairmos na "boa austeridade" de esquerda (à semelhança da Grécia de Tsipras) é enorme uma vez que o Tratado Orçamental, a renegociação da dívida e a necessidade (?) de saída do euro condicionar decisivamente a acção política do futuro governo. Sendo uma necessidade histórica em prole do bem comum um governo mais à esquerda; o caminho está cheio de armadilhas e contradições. Por enquanto, o próximo passo é correr com os ultraconservadores ultraliberais de pacotilha. Uma questão de sanidade mental da democracia.

Sem comentários:

Enviar um comentário