terça-feira, abril 21, 2015

Verão Quente de 2015, Contra As Portagens Na Via Do Infante

Neste fim-de-semana esteve reunida em Loulé a Comissão de Utentes da Via do Infante para fazer um balanço sobre as consequências da introdução de portagens na A22 e agendar novas formas de luta anti-portagens.

A principal consequência a retirar é que em 3 anos de portagens, introduzidas pelo governo PSD/CDS, com o apoio do PS, revelaram-se uma autêntica tragédia para a região do Algarve. Devido ao tráfego intenso e por falta de condições, a EN 125 transformou-se, de novo, na “estrada da morte”, como a CUVI alertou na devida altura. Em 3 anos morreram 100 pessoas e foram muitas as centenas de feridos no Algarve em milhares de acidentes, a uma média de 20 acidentes de viação por dia e 600 acidentes por mês – um verdadeiro estado de guerra na região! Neste domingo ocorreu mais um brutal acidente na EN 125 e cujo desfecho trágico foi mais uma vítima mortal e 3 feridos graves! Esta terrível tragédia que se passa no Algarve tem de parar quanto antes e os seus principais responsáveis são os governantes que impuseram as portagens!

Por outro lado as portagens contribuíram para a ruína da economia da região e agravaram as dificuldades sociais de muitas famílias, tendo disparado as falências, os salários em atraso e o desemprego. A requalificação da EN 125 continua a marcar passo e encontra-se cada vez mais degradada, as multas exorbitantes e as penhoras em catadupa pelo não pagamento de portagens transformou-se numa injustiça e num escândalo gritantes. Ainda nesta Páscoa, assistiu-se mais uma vez, a filas intermináveis de veículos junto à fronteira do Guadiana, cujos condutores esperavam a sua vez para proceder aos respetivos pagamentos. Uma vergonha para uma região que vive essencialmente do turismo, uma atividade que devia ser devidamente valorizada e dignificada.

Como se isto não bastasse, a concessionária continua a encher os bolsos com muitos milhões à custa dos contribuintes, transferidos pelo governo, sem dó nem piedade. Falta coragem a Passos Coelho para acabar com as portagens e pôr fim a uma PPP deveras ruinosa para o Algave (e o país). Mas já não lhe falta a vergonha para continuar a cortar nos salários, subsídios e pensões dos cidadãos deste país!

A Comissão de Utentes da Via do Infante reafirma, mais uma vez, que as portagens não têm solução e estão condenadas no Algarve. Os principais responsáveis políticos, em particular do Algarve, do PSD, do CDS/PP e também do PS, devem decidir de vez de que lado se encontram – continuar contra o Algarve e os algarvios mantendo as portagens, ou a a favor da região, posicionando-se pela suspensão imediata das portagens. Agora já não têm a desculpa da troika.

Para o verão que se aproxima, a CUVI agendou um conjunto de ações pela abolição das portagens na A22, no âmbito de uma “Jornada de Luta/Verão 2015”. As principais ações são as seguintes:
– foi enviada nesta segunda-feira uma carta ao Secretário-Geral do Partido Socialista a solicitar uma audiência, com caráter de urgência, para tratar das portagens, das suas consequências e do seu futuro no Algarve;
– uma marcha lenta de viaturas na EN 125 no dia 23 de maio, com colocação de um memorial e assinalar um momento de silêncio num local onde ocorreram vítimas mortais – oportunamente serão divulgados os pormenores desta ação;
– uma nova ação contra a “estrada da morte”, na EN 125, no dia 4 de julho, divulgando-se publicamente os pormenores mais tarde;
– participação da CUVI na concentração e desfile do Moto – Clube de Faro, este verão;
– em agosto a Comissão de Utentes vai deslocar-se de novo à Aldeia da Coelha para fazer o despedimento/despedida do Presidente da República, pois este é o último ano que Cavaco Silva será Presidente da República e os algarvios não esquecem as suas responsabilidades na imposição das portagens;
– ainda em agosto a CUVI desloca-se de novo à Praia da Manta Rota, onde fará uma acampada para desalojar Passos Coelho da sua casa de férias;
– a CUVI irá marcar de novo uma forte presença na Festa do Pontal, relembrando ao 1º Ministro e aos seus ministros e amigos que a luta contra as portagens continua mais forte do que nunca, fazendo-lhes recordar as suas responsabilidades na tragédia do Algarve e que continuam “personas non gratas” nesta região.

Para esta forte jornada de luta anti-portagens, a Comissão de Utentes irá procurar o apoio e juntar forças com diversas personalidades e entidades e com outros movimentos sociais, como o “Movimento Algave Sem Portagens” e o “Movimento Je Suis Ilhéu” que luta contra as demolições nas ilhas barreira da Ria Formosa. A Comissão de Utentes encontra-se no preciso momento a envidar esforços para ampliar o movimento de contestação às portagens nas Scut’s e contra as penhoras a nível nacional, em articulação com o “Movimento Anti – SCUTS”. O êxito da luta depende da sua força, determinação e ampliação. Todos na luta seremos muitos!

Mais informação aqui:
http://www.sulinformacao.pt/2015/04/ativistas-anti-portagens-na-a22-anunciam-novos-protestos-para-os-proximos-meses/

Sem comentários:

Enviar um comentário