quarta-feira, setembro 10, 2014

Requiem Pelo Partido Socialista

Os primeiros minutos do debate entre Seguro e Costa é um extraordinário momento de psicologização da política portuguesa com Costa a cair na armadilha de Seguro (e bem secundado por Judite de Sousa) num dos momentos de maior lavagem de roupa suja em directo na televisão portuguesa. Costa ainda tentou falar para o país mas Seguro sabia que a sua mensagem importante era para a tribo interna do partido. Não foi bonito de se ver. Deu também para confirmar que Costa não é alternativa a coisa nenhuma. Continua a não ver que o Memorando da Troika foi em si, o desastre, e que a sua teoria da aceitação do memorando de entendimento (tornada pública) e das suas draconianas condições não lhe permitem fazer hoje o diagnóstico correcto que o poderia levar a fazer propostas de ruptura com a nossa miserável condição. Não saindo de lugares comuns e de consensos moucos a referência futura será Hollande que estará em breve a precisar de companhia. Como bem sugeriu Manuel Valls, o socialismo morreu, a solução é mudar o nome ao partido..
 

Sem comentários:

Enviar um comentário