domingo, março 01, 2015

À Espera Da Cadeira Do Poder, Sentado

"No fundo, António Costa acha que nada pode prometer, que em nada se pode comprometer, porque, dado que não se sabe ainda para que lado a Europa se vai virar, tudo pode mudar. Será quase escusado lembrar que o imprevisto é isso mesmo: o impossível de prever. A atuação de Costa é como a daquele cidadão que não sai de casa porque lhe pode cair um piano na cabeça."
 

Sem comentários:

Enviar um comentário