terça-feira, novembro 28, 2017

Do Selfie-Activismo Anti-Petrolífero, Não Podia Dar Certo

Cada vez que me lembro de um célebre dia de Maio de 2016, num protesto anti-petróleo e gás em Loulé, que terminou com algumas das luminárias activistas anti-petróleo de movimentos e grupos do Algarve a tirar selfies com o senhor Primeiro-Ministro António Costa, nas instalações do INUAF, não posso deixar, agora com a distância do tempo, de soltar uma gargalhada. O arrogante era eu. Agora aguentem-no e peçam-lhe outra selfie para memória futura pois é assim que se faz a resistência a um qualquer governo e às petrolíferas que querem escavacar toda a região. Uma selfie com o senhor Primeiro-Ministro fica sempre bem no portfólio pessoal. A sustentabilidade ambiental futura do Algarve é que parece que vai passar à história. Foi muito óbvio para mim desde o princípio que o selfie-activismo anti-petrolífero (para não ir mais longe) não ia dar certo.
 
Ver mais aqui:
 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário