sábado, fevereiro 06, 2016

Obedientes e Bem Comportados, Como Tem Sido A Regra

Um ponto de ordem nas ideias: Pergunta 1: Este governo é muito melhor do que o ex-governo da direita radical que quase destruiu Portugal e a vida dos portugueses? Resposta: Sim, este governo é muito melhor do que o governo da direita radical, a roçar o fascismo, que quase destruiu Portugal e a vida dos Portugueses. Pergunta 2: Este governo virou a página da austeridade? Resposta: Não, este governo não virou a página da austeridade. Este governo pratica um outro tipo de austeridade aliviando a carga austeritária sobre os tradicionais mártires da austeridade. Pergunta 3: Este governo fez uma mudança de fundo em relação ao caminho destrutivo imposto pela Troika e pela Europa comandada pela senhora Merkel a partir de Bruxelas? Resposta: Não, este governo não fez uma mudança de fundo em relação aquilo que são as políticas opressivas e destrutivas para a maioria dos povos da Europa inscritas no Tratado Orçamental, nem sequer fala da necessária restruturação da dívida e limitou-se a fazer um orçamento de obediência à Europa que vai no sentido do reforço das desigualdades de classe inscritas na arquitectura política europeia. Há razões para festejar? Talvez seja de festejar o melhor que nada. A capitulação à ditadura do capital financeiro internacional suportada pela grande burguesia internacional parece ser a trajectória vencedora em toda a linha. Obedientes e bem comportados, como tem sido a regra.

Sem comentários:

Enviar um comentário