quinta-feira, fevereiro 26, 2015

Última Hora

António Costa quer uma coligação de governo alargada que permita a estabilidade governativa, integrando esse governo Paulo Portas, Pedro Passos Coelho, Rui Tavares, Catarina Martins, Marinho Pinto, Jerónimo Sousa, Raquel Varela e Garcia Pereira. Costa diz que é a única maneira de Portugal assegurar o pagamento da dívida aos credores. Costa anunciou também que a Presidência da República deve ser repartida pelo "arco da governação" com uma Presidência partilhada entre Marcelo Rebelo de Sousa, António Vitorino e José Sócrates (logo que o PS conquiste o poder). Cavaco Silva já deu o seu aval com a condição de que o Convento para onde vai viver esteja sob a proteção das Forças Armadas Portuguesas. Contactada a Câmara Municipal de Loulé sobre o assunto, o Dr. Vítor Aleixo disse que não podia estar mais de acordo porque o pior da crise já passou e agora é tempo de substituir a luta de classes pela administração da coisa pública. O tempo é de consensos porque as manifestações de rua não se traduzem em bons resultados eleitorais.

Sem comentários:

Enviar um comentário