quarta-feira, junho 18, 2014

Cidadãos Protestam Contra A Austeridade Em Albufeira

Um grupo de cidadãos volta a promover, amanhã, 18 de junho, às 18h00, um protesto contra a reunião do Partido Popular Europeu (PPE), que considera ser o «principal responsável pela brutal austeridade», e contra as «políticas de austeridade implementadas pela Troika e pelo governo português», no Hotel Epic Sana, na Aldeia da Falésia (Albufeira), onde está a decorrer a reunião do PPE. Este é o segundo protesto, tendo o primeiro ocorrido ontem, dia 16. O protesto contará com a presença de cidadãos, entre os quais João Vasconcelos, vereador bloquista na Câmara de Portimão e coordenador da Comissão de Utentes da Via do Infante. «Temos sobejas razões para protestar: porque sabemos que, neste local, estão reunidos os principais responsáveis – gente e governantes sem lei – pela brutal austeridade que atinge a Europa, incluindo Portugal; porque consideramos que o governo de Passos Coelho é um governo inconstitucional que governa contra a Constituição da República Portuguesa e ataca a democracia; porque consideramos que as políticas de austeridade que conduzem ao empobrecimento brutal dos portugueses atingem já contornos de Crime Contra A Humanidade; porque o relógio do Dr. Paulo Portas parou no tempo e afinal não há saída alguma do programa da Troika e muito menos limpa», salientam os organizadores do protesto, em comunicado. «Estaremos em Albufeira, a exigir a saída do PPE do Algarve e a saída imediata do Governo PSD/CDS e de Pedro Passos Coelho da governação do país – a única alternativa viável para o nosso país», acrescentam os promotores. «Basta de roubo nos salários. Basta de roubo nas reformas. Basta de destruição dos serviços de saúde pública. Basta de destruição dos serviços de educação pública. Basta de destruição dos serviços de proteção social dos portugueses. Basta de tanta indecência na governação de Portugal»
 

Sem comentários:

Enviar um comentário