segunda-feira, julho 09, 2018

Petróleo No Algarve, É Preciso Fazer Alguma Coisa Para Ficar Tudo Na Mesma

Dia 20 de Julho vai haver uma Assembleia Municipal extraordinária em Loulé sobre o assunto da prospecção e exploração de petróleo no Algarve. O Movimento Algarve Livre de Petróleo (MALP) foi convidado por um deputado municipal a estar presente no debate mas recusou. Estaremos do lado de fora em vigília contra a exploração de petróleo no Algarve e em defesa de um Algarve com um futuro sustentável. Entendemos que a posição do MALP é pública e conhecida e que nada acrescentariamos ao que lá se possa passar. Atacados vezes sem conta pelos militantes do Partido Socialista e os seus apoiantes, denegridos, humilhados, ridicularizados, pelo simples facto de não abdicarmos das nossas convicções, a nossa presença mais não faria do que legitimar a inacção dos políticos locais, dos autarcas e dos deputados eleitos pelo Algarve que para além de palavras bonitas e discursos inócuos mais não têm feito do que consentir a opção do Governo de avançar para a exploração de petróleo no Algarve e o furo de petróleo de Aljezur. O passo em nosso entender a ser dado é muito claro. Do ponto de vista judicial os autarcas impugnarem a decisão da APA de autorizar o furo de petróleo de Aljezur sem Avaliação de Impacto Ambiental pondo fim a este massacre às populações. Do ponto de vista político uma posição determinada junto do Governo do Dr. Costa para parar de imediato o furo de petróleo de Aljezur e a exploração de petróleo no Algarve. Em nossa entender nada disto foi feito e os autarcas do Algarve têm posto os interesses do seu partido e das suas carreiras pessoais e políticas à frente dos interesses da região. Dia 20 de Julho estamos lá, em vigília, à porta da Assembleia Municipal de Loulé.

Sem comentários:

Enviar um comentário